Risoto de Cúrcuma com Camarão

DSC_0003

Se eu fosse morar na ilha de Lost #aloka e só pudesse comer uma comida para o resto da vida, certamente seria Risotto. Arrisco dizer que esta é minha comida preferida DE TODOS OS TEMPOS.

A imensa variedade de combinações possíveis é o que mais amo no Risotto. Dá pra fazer com o que tiver à mão! Eu escolhi esta combinação de cúrcuma com camarão por que acho que ela tem TUDO A VER.

Adoro Risotto de Camarão em casa também por motivos de: não tem miserê de camarão, a cada mordida vem um bichinho desse, delicioso e macio. #gordinhafeelings

E se você acha que Risotto é nível fucking-hard na cozinha, eu vos digo: NÃO É. É questão de treino e de sentir a consistência do arroz, provando.

 

Dificuldade: 3, prestenção que vai dar tudo certo

Tempo de preparo: 30 minutos

Serve: 2 pedreiros

 

Ingredientes

1 litro de caldo de galinha (eu faço meu caldo, mas pode usar os de tablete, se preferir)

1 1/2 xic de arroz arbóreo

1 cebola pequena picada

azeite

1 col de sopa de manteiga + 1 col para finalizar o prato

1 xic de vinho branco

1 col de café de cúrcuma

sal e pimenta do reino a gosto

parmesão ralado na hora, a gosto

300 g de camarão já limpo e descascado, não temperados

 

Modo de Fazer

Coloque o litro de caldo de galinha para ferver. Use-o somente quando estiver fervendo.

Em uma frigideira bem quente, refogue a cebola em uma colher de sopa de manteiga e um fio de azeite. A manteiga fará com que o azeite não queime, já que ambos tem tempo de fervura diferentes. Acrescente o arroz e refogue um pouco.

Coloque o vinho no arroz e espere o álcool evaporar. A partir de então vá colocando uma concha de caldo por vez na frigideira, esperando secar o caldo entre uma concha e outra, até que o arroz esteja completamente cozido.

Na última concha acrescente a cúrcuma, acerte o sal e a pimenta do reino e, obviamente, os camarões. Se colocar os camarões antes, eles ficam borrachudos, pois demoram cerca de quatro minutos para ficarem no ponto.

Desligue o fogo, acrescente uma colher de sopa de manteiga, um punhado de parmesão ralado e misture.

Sirva e acrescente mais parmesão ralado na hora por cima, por que a primeira lei da selva é a de que PARMESÃO NUNCA É DEMAIS.

 

Obs.: Como vocês podem ver, na foto aparecem uns camarões empanados. Eu fiz essa gracinha, pra dar um toque no prato e Ó, deu super certo. Passei alguns camarões em ovo batido, depois na farinha de trigo e empanei em óleo bem quente. Os camarões não estavam temperados, ok? Eu, sinceramente, acho que não precisam.

 

Dica 1: Vale lembrar que o arroz arbóreo é tinhoso. Você prova e ele parece estar cozido, mas bem no meio dele dá pra perceber que não está, ainda. Então, cuidadinho.

Dica 2: não fique mexendo muito o arroz com colher de pau durante o processo, pois isso quebra o amido QUE É O QUE DÁ A LIGA. Mexa apenas a panela e as beiradas com a colher de pau, para que o arroz não grude.

Dica 3: nunca, jamais, deixe o caldo secar completamente. Ele tem que secar bem até você colocar o próximo caldo, mas nada de deixar o arroz grudar na panela. Risotto bom é Risotto molhadinho.

DSC_0005

 

DSC_0004

Anúncios

Obrigada por seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s