Mousse de Chocolate com Pedaços de Chocolate

Mousse de Chocolate com Pedaços de Chocolate

Óia o bullying em plena terça-feira!

Mas a vida é assim mesmo, cheia de gordices que a gente come e depois morre de correr na esteira pra ver se queima mais o peso na consciência do que as calorias.

Mousse de Chocolate com Pedaços de Chocolate

Mousse de Chocolate com Pedaços de Chocolate

C’est la vie.

Mas pra adoçar a vida que anda um tanto quanto amarga, trouxe uma receita que não apenas é campeã, como é CAMPEÃ DAS CAMPEÃS: Mousse de Chocolate com pedaços de chocolate.

De morrer, neam?

Gostaria apenas de deixar claro que mousse de chocolate sem bolinhas no meio não é mousse de chocolate, é Danete. Mas pra fazer essa textura DIVINA, não dá trabalho, believe me. É ~mamão com açúcar~ demoooooooooooooooooooois.

 

Ingredientes (para 4 chocólatras)

  • 200 g chocolate culinário em barra (não é chocolate ao leite, na falta de chocolate culinário use chocolate meio-amargo) + 50 g chocolate picado em pedaços pequenos.
  • 4 ovos, claras e gemas separadas
  • 3 col sopa cheias de açúcar
  • 1/3 col chá de essência de baunilha
  • 1 col sopa cacau em pó
  • 200 ml natas (no Brasil é creme de leite fresco)

PRE-PARA

  1. Em banho-maria, derreta o chocolate em barra. Quando estiver derretido, com o chocolate ainda em banho-maria, acrescente as natas e misture bem até que tudo esteja bem derretido.
  2. Em uma vasilha, bata as gemas com o açúcar até que vire um creme esbranquiçado. Misture a essência de baunilha e o chocolate em pó e misture mais. Combine este creme ao chocolate em barra derretido com as natas. Acrescente os pedaços de chocolate picados à massa.
  3. Em outra vasilha, bata as claras em neve até que estejam firmes.
  4. Muito delicadamente, em movimentos de baixo para cima, combine as claras ao creme de chocolate, até que esteja bem misturado. Cuidado para não tirar todo o ar da massa.
  5. Leve para gelar até que esteja firme ou por no mínimo 2 horas.

Mousse de Chocolate com Pedaços de Chocolate

Anúncios

Picadinho de Carne Moída

Acabooooooooooooooooooooooooooooooouuuuuuuuuuuuuu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! É TETRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! É TEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEETRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!

 

Finalmente, depois de muitos choros e lágrimas, entreguei minha dissertação de mestrado.

Picadinho de Carne Moída

Se me perguntarem como sobrevivi, só vou poder dizer:

Picadinho de Carne Moída

Mas agora que acabou, é só comemorar:

Picadinho de Carne Moída

Agora estamos de volta à programação normal neste singelo blog.

O picadinho é a carne predominante na mesa do brasileiro ~comum~. Todo mundo comeu muito na infância ou come picadinho até hoje, mas venhamos e convenhamos, não é porque o picadinho é comum que todo mundo sabe fazer direito. Aliás, tem muito picadinho por aí que só por amor a Jesus dá pra comer.

A verdade é que, como toda comida, o picadinho tem seus macetes. E hoje, jovem padawan, eu vou te ensinar como fazer um picadinho que vai salvar seus almoços FOR EVER.

  1. Em primeiro lugar, NUNCA, JAMAAAAAAAIS compre carne já moída. Compre o pedaço e peça ao açougueiro para moer a carne na sua frente SOMENTE UMA VEZ. Isto é muito importante, pois carne moída duas vezes é para hamburgueres ou almôndegas e, quando feita da forma de hoje, fica absolutamente horrível.
  2. Em segundo, jamais acrescente água em qualquer hora do cozimento. A própria carne já vai soltar muita água, por isso é completamente dispensável que você acrescente mais – além de dar um aspecto horrível final, pois a carne vai “ensopar” em água, o que não é legal.
  3. Não existe uma regra com relação aos temperos: use o que você tiver em casa ou que mais gostar.

Bora pra receita.

Picadinho de Carne Moída

Ingredientes (para 2 pedreiros)

  • 400 g carne moída
  • 100 g bacon picado (opcional)
  • 1 col sopa manteiga (caso necessário)
  • 1 cebola pequena picada
  • 3 dentes de alho picados
  • 2 tomates sem pele e sem sementes picados
  • ervas à gosto (usei tomilho e orégano secos e folhas de louro)
  • sal e pimenta-preta a gosto
  • ¼ xícara milho (opcional)
  • ¼ col chá páprika picante

PRE-PARA

  1. Em uma panela fria, coloque os bacons e ligue o fogo para fritá-los e soltar a gordura. Se a panela estiver quente, a gordura vai selar e não vai soltar, por isso a panela tem que estar fria no início.
  2. Quando a gordura soltar, retire o bacon e acrescente a manteiga, se tiver ficado pouca gordura, e refogue a cebola. Quando a cebola estiver quase transparente, acrescente o alho – isto porque o alho queima muito mais rápido do que a cebola, se os dois forem acrescentados juntos, um vai queimar enquanto o outro ainda vai estar cru.
  3. Agora, acrescente o tomate e espere soltar água e desmanchar. Quando isto tiver acontecedio, acrescente a carne e refogue muito bem durante uns cinco minutos.
  4. Quando a carne começar a soltar água, acrescente os temperos (só não acrescente muito sal pois o bacon é salgado).
  5. Espere a água secar quase totalmente, junte o bacon e refogue mais uns minutinhos para a carne dourar. Prove para ver se os temperos estão bons e acerte o sal, caso necessário.
  6. Por fim, acrescente o milho, decore com umas folhinhas de coentro e sirva a seguir.