Picadinho de Carne Moída

Acabooooooooooooooooooooooooooooooouuuuuuuuuuuuuu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! É TETRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! É TEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEETRAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!

 

Finalmente, depois de muitos choros e lágrimas, entreguei minha dissertação de mestrado.

Picadinho de Carne Moída

Se me perguntarem como sobrevivi, só vou poder dizer:

Picadinho de Carne Moída

Mas agora que acabou, é só comemorar:

Picadinho de Carne Moída

Agora estamos de volta à programação normal neste singelo blog.

O picadinho é a carne predominante na mesa do brasileiro ~comum~. Todo mundo comeu muito na infância ou come picadinho até hoje, mas venhamos e convenhamos, não é porque o picadinho é comum que todo mundo sabe fazer direito. Aliás, tem muito picadinho por aí que só por amor a Jesus dá pra comer.

A verdade é que, como toda comida, o picadinho tem seus macetes. E hoje, jovem padawan, eu vou te ensinar como fazer um picadinho que vai salvar seus almoços FOR EVER.

  1. Em primeiro lugar, NUNCA, JAMAAAAAAAIS compre carne já moída. Compre o pedaço e peça ao açougueiro para moer a carne na sua frente SOMENTE UMA VEZ. Isto é muito importante, pois carne moída duas vezes é para hamburgueres ou almôndegas e, quando feita da forma de hoje, fica absolutamente horrível.
  2. Em segundo, jamais acrescente água em qualquer hora do cozimento. A própria carne já vai soltar muita água, por isso é completamente dispensável que você acrescente mais – além de dar um aspecto horrível final, pois a carne vai “ensopar” em água, o que não é legal.
  3. Não existe uma regra com relação aos temperos: use o que você tiver em casa ou que mais gostar.

Bora pra receita.

Picadinho de Carne Moída

Ingredientes (para 2 pedreiros)

  • 400 g carne moída
  • 100 g bacon picado (opcional)
  • 1 col sopa manteiga (caso necessário)
  • 1 cebola pequena picada
  • 3 dentes de alho picados
  • 2 tomates sem pele e sem sementes picados
  • ervas à gosto (usei tomilho e orégano secos e folhas de louro)
  • sal e pimenta-preta a gosto
  • ¼ xícara milho (opcional)
  • ¼ col chá páprika picante

PRE-PARA

  1. Em uma panela fria, coloque os bacons e ligue o fogo para fritá-los e soltar a gordura. Se a panela estiver quente, a gordura vai selar e não vai soltar, por isso a panela tem que estar fria no início.
  2. Quando a gordura soltar, retire o bacon e acrescente a manteiga, se tiver ficado pouca gordura, e refogue a cebola. Quando a cebola estiver quase transparente, acrescente o alho – isto porque o alho queima muito mais rápido do que a cebola, se os dois forem acrescentados juntos, um vai queimar enquanto o outro ainda vai estar cru.
  3. Agora, acrescente o tomate e espere soltar água e desmanchar. Quando isto tiver acontecedio, acrescente a carne e refogue muito bem durante uns cinco minutos.
  4. Quando a carne começar a soltar água, acrescente os temperos (só não acrescente muito sal pois o bacon é salgado).
  5. Espere a água secar quase totalmente, junte o bacon e refogue mais uns minutinhos para a carne dourar. Prove para ver se os temperos estão bons e acerte o sal, caso necessário.
  6. Por fim, acrescente o milho, decore com umas folhinhas de coentro e sirva a seguir.

Lasanha de Carne Seca

Lasanha de Carne Seca 2Lasanha e carne seca no mesmo post??? É isso mesmo produção??? PODE ISSO, ARNALDO????

Não só pode, como DEVE. Além de ser uma das grandes maravilhas do mundo moderno, a carne seca também é muito versátil e pode fazer pratos deliciosos, além do Risoto de Carne Seca com Mandioca e de Escondidinho que eu já ensinei. Bota o tico e o teco para funcionar e ouse! Faça combinações que parecem que tem tudo para dar errado, mas no final dão mais do que certo.

No domingo, dia universal da lasanha, a Luiza Marilac baixou em mim e resolvi fazer algo diferente. Eu tinha uma carne seca há mais de um mês esperando a hora certa de ir pra panela. Uma das coisas maravilhosas de receber visitas com frequência é que a gente pode explorá-las e pedir coisas absurdas que elas trazem e nem ficam chateadas. :D

Essa receita não é complicada, mas tem muitas etapas. Por isso, não invente de fazê-la naquele dia em que você precisa comer em meia-hora que NÃO VAI DAR CERTO – a não ser que você use a carne seca dessalgada e já desfiada, mas pra mim essas carnes tem gosto de remédio :[

Ingredientes (para 2 pedreiros ou 4 pessoas de estômago normal)

  • 1 kg de carne seca
  • 1 cebola média picadas em cubos
  • 3 dentes de alho bem picados
  • 2 pimentões vermelhos médios picados em pedaços pequenos
  • 1 cenoura grande picada em pedaços pequenos
  • ervas aromáticas (usei sálvia e tomilho)
  • pimenta preta (reino) a gosto
  • ½ chá de páprica doce (opcional)
  • pitada de pimenta cayenna (opcional)
  • 2 col sopa cheias de manteiga + 1 col sopa azeite
  • 1 ½ xic de extrato de tomate
  • 2 col sopa açúcar
  • massa de lasanha
  • 200 g queijo mozzarella ralado

PRE-PARA

  1. O preparo começa na noite anterior, colocando a carne seca para dessalgar. Troque a água diversas vezes, para eliminar o excesso de sal.
  2. Após 24 h de dessalgue, coloque em uma panela de pressão a carne seca, os pimentões, a cenoura, a cebola, o alho. Tempere com as ervas de sua preferência, pimenta preta, pimenta cayenna e páprica doce e cubra com bastante água. Não precisa acrescentar sal! Tampe e assim que a panela pegar pressão e começar a fazer barulho, conte 1 h.
  3. Após esse tempo desligue o fogo e deixe a panela liberar a pressão interna. Nunca, jamais force uma panela de pressão.
  4. Retire somente a carne, primeiramente. Separe a carne da gordura (carne seca tem muita gordura, você perderá uns 30% aproximadamente) e desfie a carne.
  5. Em seguida retire os pedaços de cenoura, pimentão e cebola. Amasse bem, fazendo um purê.
  6. Em uma panela, coloque a manteiga com azeite para esquentar. Refogue a carne seca e em seguida acrescente o purê e depois o extrato de tomate. Deixe ferver. Depois, acrescente o açúcar para regular a acidez do molho e acerte sal e pimenta, caso necessário.
  7. Agora é só montar a lasanha: intercale uma camada de molho e uma de massa até finalizar com uma de molho. Coloque o queijo por cima e leve para assar em forno a 180º (o meu é potente, se o seu não for, coloque 200º) por 20 minutos ou até que o queijo esteja derretido e gratinado.

 

Lasanha de Carne Seca

ÓIA O CRIME!!!

Lasanha de Carne Seca

Chilli Beans

Chilli Beans

Sorry pela foto cretina e requenguela

ARRIBA MUCHACHOS!

Então povo, como estão? Ganhando umas férias de mim?? HE-HE-HE Eu ando tipo Papai Noel (ou Pai Natal para os tugas lhendos), aparecendo uma vez por ano.

Como anda a vida de vocês? A minha tá praticamente se inscrevendo na São Silvestre, de tão corrida!

Eis que em meio a mestrado, trabalho e serviços ~domésticos~ estamos de mudança, olha que beleza, olha que maravilha! Pois é, mas ao menos é pra uma casa melhor/maior/mais barata. #ÇUÇEÇO!

No meio disso tudo, como se já não fosse o bastante, eu apanhei uma gripe daquelas. To tipo assim:

flu

Bem, mas vamos ao que interessa, vamos ao Chilli Beans!

Quando meu irmão estava aqui, eu quis fazer um jantar mexicano pra família, que nunca tinha comido comida mexicana. Moms tava doida pra provar e lá fui eu meter a mão na massa.

A receita da guaca mole e do sour cream eu já dei aqui. O Chilli Beans nada mais é do que feijão encarnado (vermelho) com carne e muita, mas muita pimenta. Infelizmente tive que fazer um Chilli Beans café-com-leite pois meu irmão não come absolutamente NA-DA de pimenta. #herege Dai o jeito foi colocar o molho à parte e misturar na hora. Mas eu dou a receita com a pimenta, que é a normal.

Agora não se assustem com a rapidez deste prato, pois ele é mais fácil do que mascar chiclete.

Ingredientes (para 6 pessoas)

  • 500 g de carne bovina moída (em Pt picada)
  • 400 g de feijão vermelho (em Pt encarnado) eu usei o enlatado mesmo, mas de uma boa marca
  • 3 dentes de alho bem picados
  • 1 cebola grande bem picada
  • 2 folhas de louro
  • 1 col chá cominho
  • 1 xic extrato de tomate
  • 1 col chá de pimenta cayenna
  • 1 pimenta malagueta picada (se você não conseguir comer muita pimenta, tire as sementes – se aguentar menos ainda, não coloque)
  • sal e pimenta do reino a gosto

PRE-PA-RA!

  1. Em uma panela grande, refogue cebola e alho em óleo. Quando ambos estiverem transparentes, acrescente a carne e refogue bem, temperando com sal, pimenta, cominho e as folhas de louro. Deixe a água secar bem e depois refogue até que a carne esteja bem dourada.
  2. Acrescente os feijões, sem caldo. Neste momento, acrescente o extrato de tomate, pimenta malagueta e pimenta cayenna. Deixe tudo incorporar. Caso o caldo esteja ralo, deixe fervendo até ficar no ponto desejado.
  3. CABÔ.
Chilli Beans

Mesa completa

Eu não servi diretamente com queijo cheddar por cima pois cada um montaria o seu burrito. DE cima para baixo estão: queijo cheddar, tortilla, nachos, chilli beans, guacamole, sour cream, mais nachos e aqui no canto inferior direito, quase excluído da foto, está a alface iceberg, que eu não lembro o nome na Terra Brasilis, mas é a alface ~cocrante~.

Chilli Beans

Escondidinho de Carne Seca com Batata-Doce

Escondidinho de Carne Seca com Batata-Doce

Achoooooooooooooooooooooooou

Olá, prazer, meu nome é Stéfanie e eu sou viciada em carne seca. Aliás, em comida de buteco em geral, pq quer coisa mais amor do que comida com ~sustança~ pra acompanhar aquela cerveja gelada? ATORON

Eis que eu fiz a carne seca que minha tia trouxe render, afinal, vou passar vontade por um bom tempo. Depois de ser usada em um belo Risotto, a carne seca serviu para a segunda melhor combinação existente: batata-doce.

Daí você pensa:

WTF????????????????????????

WTF????????????????????????

Mas acreditem, essa combinação é DOS DEUSES! O salgadinho da carne com o doce da batata faz uma mistura mointo, mas mooooointo dygna.

Eu tenho uma teoria de que Escondidinho é algo como preferência nacional: muito difícil encontrar quem não goste. Então abra as portas do seu coração para essa combinação linda de viver!

Bora pra receita que hoje ainda é segunda.

Ingredientes

Para a carne seca:

  • 400 g carne seca dessalgada, cozida e desfiada (para ver como fazer esse processo todo, veja aqui como fazer)
  • 3 col sopa manteiga
  • 1 col sopa azeite
  • 1/2 cebola picada
  • 2 dentes de alho
  • pitada de pimenta calabresa
  • pimenta do reino a gosto
  • 150 g linguiça calabresa picada bem miudinha (aqui em PT eu usei umas salsichas que lembram muito o gosto da calabresa, da marca Continente.

Para a batata

  • 500 g batata doce
  • 100 ml caldo de galinha
  • 2 folhas de louro
  • 700 ml água
  • 2 col sopa manteiga
  • 100 g cream cheese
  • 100 ml leite
  • noz moscada ralada na hora

Adicional

  • 200 g queijo mussarela (mozzarella) ralado

PRE-PÁRA!

  1. Para o purê, coloque água com caldo de galinha (receita aqui) em uma panela e coloque a batata-doce para cozer com duas folhas de louro. Quando a batata estiver bem mole, escorra a água e amasse as batatas com um amassador ou garfo.
  2. Em uma panela em fogo baixo, coloque a manteiga para derreter e adicione as batatas amassadas, refogando por dois minutos. Acrescente o cream cheese, o leite e a noz moscada, misturando bem. Refogue por 2 minutos e, caso necessário, adicione sal. Reserve.
  3. Para a carne seca, refogue a cebola e o alho em azeite e manteiga em uma panela de fundo grosso. Adicione a carne seca e a calabresa e refogue muito bem (porco não pode ser consumido cru de forma nenhuma), até começar a dourar. Acrescente a pimenta calabresa e a pimenta do reino.
  4. Para a montagem, coloque a carne seca até a metade do recipiente e cubra a outra metade com o purê. Salpique queijo por cima (PUFAVÔ seja generoso/a) e leve em forno pré-aquecido a 220º por 15 minutos ou até gratinar o queijo.

Só faltou a breja, mas em dia de semana não rola. :(((

Escondidinho de Carne Seca com Batata-Doce

Escondidinho de Carne Seca com Batata-Doce

Risoto de Carne Seca com Mandioca/Macaxeira/Aipim

Risotto de Carne Seca com Mandioca

Especialidade da casa

Aqui não tem briga de mandioca/macaxeira/aipim, tem pra todo mundo!

Hola, que tal? Como foi o fim-de-semana?

O meu foi ótemo, muchas gracias. Comi que nem uma recém-encontrada no deserto do Saara. #síndromedofinaldesemana

Sábado teve a despedida de um casal amigo que volta para o Brasil. O marido está fazendo mestrado aqui, terminou o primeiro ano e agora ambos estão voltando pra casa. Essa é a pior parte de fazer curso fora: quando a gente finalmente faz amizade e se apega, tem que se despedir. :( Em compensação o jantar foi muito legal e animado. Acabamos por descobrir um restaurante novo aqui em Lisboa, chamado Casa de Angola, com comida angolana (dããã) sensacional! Adorei e voltaremos, com certeza. Fora que a imperial (chopp) era 1 euro, COMO NÃO AMAR?????

~Me conquistou pelo bolso AND estômago~

Voltando pras gordisses, fiz um experimento que não sei mais como viverei sem: Sorvete de Oreo/Negresco. Gente, que sacanagem, fiquei viciada nesse troço!

Vou dizer uma coisa pra vocês: um mundo em que doce de leite e bolacha oreo engordam não é um mundo justo. FIM.

A receita usa como base a receita do Sorvete de Doce de Leite só que ao invés de colocar o doce de leite coloca 5 col sopa de leite condensado, 1 e 1/2 pacote de bolacha oreo/negresco triturada e 1/2 pacote da bolacha picada grosseiramente no meio do sorvete. Um verdadeiro crime, chamem a polícia!!!! HAAAAAAAAALLLLP APLUSK!

Sorvete de Oreo/Negresco

Como pude viver tanto tempo sem você????

A outra gordisse tem a ver com uma união DEVERAS aprazível: risotto and carne seca.

Quando minha tia de Fortaleza veio nos visitar, pedi pra que ela me trouxesse carne seca. Não sei onde foi que ela comprou essa bendita, mas vou falar: ela me trouxe a melhor carne seca que eu já vi na vida! Sério, imaginem 1 quilo de pura carne, com pouquíssima gordura? Foi demais para o meu coração. Não ter trabalho para desfiar e aproveitamento máximo, quem não curte?

Eu curto.

Eu curto.

A receita dá trabalho? BASTANTE. Mas cada garfada é uma experiência única e transcendental.

Eu digo que esta é a receita da casa por dois grandes motivos: eu inventei e é a minha especialidade. Se um dia eu estivesse no Masterchef e eles pedissem pra fazer nosso prato de assinatura, eu faria este. #aloka #medeixa

A receita tem que ser realizada em etapas, portanto, mentalize o mantra “Paciência é uma virtude” e vem coomeegoo!

Ingredientes (para 3 pedreiros)

Para a carne seca

  • 900 g de carne seca
  • pimenta do reino
  • 2 folhas de louro
  • ramos de tomilho
  • 2 col sopa azeite
  • 2 dentes de alho
  • pitada de pimenta calabresa (em Pt piri-piri seco)
  • 1/2 cebola roxa

Para o purê de mandioca

  • 700 g de mandioca sem casca
  • 2 col sopa manteiga
  • 1/2 cebola (usei a roxa que era a que tinha)
  • 100 g cream cheese
  • 150 ml de leite
  • parmesão a gosto ralado na hora
  • pitada de noz moscada

Para o arroz

  • 1/2 xíc de arroz parbolizado (em pt vaporizado)
  • 1 dente de alho
  • azeite

Extras

  • salsinha a gosto
  • 100 ml vinho branco ou cachaça

PRE-PÁRA!

  1. Deixe a carne dessalgando de um dia para o outro, trocando a água no mínimo umas duas vezes. Após a troca das águas, experimente uma lasca para ver a quantidade de sal. Se ainda estiver salgada, dê um banho de água fervente.
  2. Leve a carne seca para a panela de pressão com água, tomilho, louro e pimenta do reino por aproximdamente 35 min depois que começar a fazer o barulho. Após esse tempo, retire da pressão e reserve para desfiar depois que esfriar (como minha carne seca era dos deuses, eu não perdi quase nada, mas normalmente perde-se uns 30% da quantidade que é só gordura e deve ser descartada).
  3. Em metade do caldo que sobrou da carne, cozinhe a mandioca até que esteja desmanchando. Não é necessário acrescentar sal, pois o sal da carne ficou na água. Retire a mandioca e amasse com amassador de batatas, garfo ou a mão É DE ACORDO COM O FREGUÊS.
  4. Após amassar a mandioca, leve uma panela ao fogo com a manteiga e doure a cebola. Acrescente a mandioca e mexa bem. Acrescente o cream cheese, o leite, a noz moscada e o parmesão, mexa vigorosamente até que fique com consistência de purê – eu particularmente não me importo muito com alguns pequenos pedaços de mandioca que por ventura fiquem, aliás, dá um charme rústico ao prato. Reserve.
  5. Faça o arroz com a outra metade do caldo da carne seca. Refogue o arroz em alho e azeite, jogue o caldo fervente e espere a água secar. Eu não me importo muito se o arroz vai ficar papa ou não neste caso, uma vez que não faz ABSOLUTAMENTE NENHUMA DIFERENÇA.
  6. Para finalizar a carne seca, desfie-a grosseiramente. Refogue cebola e alho em uma panela, até que estejam transparentes. Acrescente a carne seca, refogue muito bem e coloque o vinho ou cachaça. Quando o álcool tiver evaporado, acrescente a pimenta calabresa, o purê e o arroz, mexa até que tudo esteja bem incorporado e sirva com bastante salsinha.

Alguém anotou a placa? hehehe.

É complicadinho de fazer, tem que ser feito por etapas, mas o resultado compensa moooointo.

Risotto de Carne Seca com Mandioca/Macaxeira/Aipim

Risotto de Carne Seca com Mandioca/Macaxeira/Aipim