Pão 100% Integral

Pão 100% Integral

Pão 100% Integral

Pão 100% Integral

Ficou tão lindo que merece uma exposição na Bienal!

Segundo post em uma semana??? I’m on fire!

Pão 100% Integral

E hoje eu venho com um verdadeiro campeão nas olimpíadas de qualquer coração e estômago: pão caseiro. Que me perdoem as pessoas que não comem um pãozinho, nem que seja de vez em quando, mas vocês estão fazendo isso errado.

Pão é vida!!!

Eu, há tempos, estava a procura de uma receita de pão que fosse totalmente integral e não ficasse seca. Por que, se tem uma coisa broxante em pão, é quando ele está seco. E eu encontrei!

Este pão fica muuuuuuuuuito fofinho, com gosto bem suave, e o melhor: muito fácil de fazer e não precisa de máquina de pão nem batedeira, apenas um bracinho a fim de trabalhar um pouco.

É ou não é a notícia do ano? Agora me responda: quem, MEL DELSSS, precisa de pão de supermercado, sem graça e cheio de porcaria, quando se pode ter uma maravilha dessas em casa???

Não sei, não consigo compreender.

Mas agora acabou a desculpa. Joga o Brother’s fora (mentira, joga não, come todo e nunca mais compra) e vem comeeeeeeegooo!

Ingredientes

  • 1/4 xic água morna tolerável ao toque
  • 1 ½ col sopa de açúcar mascavo
  • 1 pacote de fermento biológico seco (11g) ou 30 g de fermento biológico fresco
  • 500 g farinha de trigo integral (+ quantidade que baste de farinha para dar o ponto na massa)
  • 250 ml água morna
  • ½ a 1 col sopa sal
  • 5 col sopa de azeite
  • sementes (opcional, isso é uma firula)

Pre-para

  1. Faça uma esponja com o 1/4 xic água morna, açúcar e fermento. Misture bem e deixe descansar por uma hora em um local seco, quente e escuro (por exemplo, dentro do forno).
  2. Na mesma vasilha onde fez a esponja, acrescente os demais ingredientes, sem muita frescura de fazer vulcão não, só taca lá dentro mesmo, e misture bem com as mãos, sovando a massa por 10 a 15 minutos, para desenvolver o glúten (uuuuuuuuuuuuuuuhhhhhhhhhhhhhhhhh #medo #temglútensim).
  3. Acrescente mais farinha, caso necessário, para dar o ponto da massa. Mas acrescente de (bem) pouco em pouco, para que a massa não fique pesada e seca! O ponto é quando a massa ainda está pegajosa, grudando levemente na mão, mas homogênea e você consegue formar uma bola com ela. No caso de pão integral, se desgrudar totalmente da mão, como no caso do pão branco, vai ficar seco.
  4. Volte para o local seco, quente e escuro por 1 hora, para a massa crescer e dobrar de tamanho.
  5. Unte uma forma de pão de 25 cm com azeite e disponha a massa, até que preencha toda a forma. Se quiser, acrescente umas firulas, como sementes (eu coloquei gergelim). Leve para descansar por mais 45 minutos, dentro do forno.
  6. Tire o pão do forno e pré-aqueça-o na temperatura máxima por 10 minutos. Após este tempo, diminua a temperatura para 200º e asse o pão por aproximadamente 20 minutos, ou até que você aperte e ~sinta~ que ele está fofinho e assado.
  7. Tire do forno e espere alguns minutos antes de desenformar.
  8. Seja muito, mas muito feliz, abusando da manteiga!

Pão 100% Integral

 

Pão de Batata-Doce Sem Glúten e Sem Lactose (a aveia é firula)

Pão de Batata-Doce sem glútem sem lactose

Eu sou meio descrente com pão sem glúten, sabem? A maioria deles fica com uma textura super esquisita, ou fica borrachento, ou fica gelatinoso, ou fica intragável. Toda vez que vejo nos Instagrams fits da vida que o pão não tem glúten, eu já desconfio.

look

Mas eis que eu vi a Paula Martins, do Viver Sem Trigo, postando essa receita de pão e pensei, é agora! E não é que o bendito surpreendeu todas as minhas exxxxpectativas?

Ele fica com uma textura super fofa, macia e é uma delícia! Obviamente, fiz umas adaptações básicas, senão não seria eu. Mas para quem quer enveredar pelo mundo dos pães caseiros sem glúten, esse é um excelente começo.

Ingredientes

Para pré-fermentação

  • 3/4 xic de água morna tolerável ao toque
  • 10 g fermento biológico seco
  • 1 col sopa açúcar mascavo

Para a massa:

  • 1 e ½ xic farinha de arroz
  • ½ xic farinha de amêndoas
  • ½ xic polvilho doce
  • ½ xic farinha de linhaça dourada
  • 60 g purê de batata doce
  • 4 ovos
  • 1 col sopa vinagre de maçã ou outro vinagre qualquer
  • ½ col chá goma xantana (espessante)
  • sal a gosto

PRE-PARA

  1. Misture todos os ingredientes da pré-fermentação e deixe em local seco e escuro, por exemplo dentro do forno, por 10 minutos.
  2. Cozinhe a batata doce até que esteja mole em ponto de purê.
  3. Misture todos os ingredientes secos em uma vasilha e os molhados em outro.
  4. Na vasilha dos ingredientes secos, faça um buraco no meio. Acrescente os ingredientes molhados e o fermento.
  5. Misture bem, adicione a batata doce.
  6. Coloque em forma de bolo inglês untada com azeite (se quiser, coloque flocos de aveia por cima, para decorar) e leve para assar em forno pré-aquecido a 180º por 30 minutos ou até que esteja assado.
  7. Coma ainda quentinho com manteiga ou queijo ou só puro mesmo.

Pão de Batata-Doce sem glútem sem lactose

Pão de Batata-Doce sem glútem sem lactose

Pão de Cachorro-Quente

 

 

Acompanhe o vídeozinho, feito com muito amor e carinho e pouca luz pra vocês:

Pão de Cachorro-Quente

Deus é mááááááááááissssssssssssss!!!

Acredite se quiser: é possível fazer um pão pro seu cachorro-quente infinitamente melhor do que o pão do supermercado. Se você já achava que o pão comprado era gostoso, COLEGUE, isso é porque você nunca fez esse pão em casa.

Ele quentinho, acabando de sair do forno, chega a ser um atentado ao pudor #meprendam

Ele fica muito fofinho, bonito, douradinho e saboroso. Tão bom que eu quase não comi porque o marido devorou. O que a gente não faz por amor, neam?

E, como eu sou uma pessoa muito bacana, tentei fazer  fiz um vídeo pra mostrar o passo-a-passo do pão. Ficou muito, muito amador e gostaria que vocês relevassem porque sabe como é, né, a gente aqui lava, passa, encera e pendura a roupa no varal.

Prometo tentar melhorar os vídeos daqui pra frente, incluindo aprender a usar a filmadora, que é nova e foi usada pela primeira vez pra filmar a receita.

Bora pro seu mais novo vício.

Ingredientes

Para a esponja

  • 250 ml de leite morno tolerável ao toque
  • 50 g açúcar
  • 2 col chá de fermento biológico seco

Para o pão

  • 500 g farinha de trigo 65 (para pão)
  • 1 ovo + 1 gema
  • 25 g manteiga derretida
  • 1 col chá sal

Para pincelar:

  • 1 clara + 4 col sopa de água

PRE-PARA

  1. Faça a esponja misturando todos os ingredientes e deixando descansar em local escuro (tipo dentro do forno) por 10 minutos.

    Importante: o leite deve estar morno, mas não muito quente para não matar o fermento. Se você mergulhar o dedo e conseguir aguentar 10 segundos com alguma resistência, a temperatura está boa.

  2. Coloque a farinha em uma vasilha e misture o sal. A seguir acrescente os demais ingredientes, incluindo a esponja, e misture até que forme uma massa que desgrude da vasilha.
  3. Transfira a massa pegajosa para uma superfície enfarinhada (resista à tentação de colocar mais farinha, faça somente se for necessário) e sove a massa por 10 minutos. Ao fim deste tempo a massa deve estar lisa e fofa. (Se apertar o dedo e a massa voltar para a posição inicial está bom)
  4. Unte uma vasilha com óleo ou azeite, coloque a massa e óleo na superfície da massa. Leve para descansar em local escuro (dentro do forno) por 1 hora ou até que dobre de tamanho.
  5. Retire do forno e dê socos para retirar o ar. Divida em 8 pedaços iguais (para pães grandes) ou 16 pequenos (para dividir em tamanhos iguais eu usei uma balança).
  6. Abra cada massa em forma de retângulo. Dobre como se fosse um envelope, trazendo uma metade para o meio e depois a outra metade para o meio. Dobre as pontas para baixo.
  7. Após moldar todas as massas, leve novamente ao forno para crescer por 1 hora.
  8. Misture a clara com a água. Retire os pães do forno e pincele a mistura de claras por cima.
  9. Pré-aqueça o forno a 190º por 15 minutos. Leve os pães para assar por 10 a 15 minutos ou até que estejam dourados.

Pão de Cachorro-Quente

Pão de Cachorro-Quente

Baguete Francesa

Baguete Francesa

 

Baguete Francesa

 

 

Quem não gosta de pão que atire a primeira pedra!

Ainda mais quando ele é delicioso, fofinho, feito em casa e ~comido~ ainda quentinho.

Muitas pessoas tem medo de fazer pão porque acham que é a coisa mais difícil do mundo. E se eu te falar que esse aqui nem de sova precisa? ALELUIAS DEUS É MAIS O DIABO É MENAS!!!!!

E para completar a lindeza dessa baguette, sabia que a receita original é vegana? #Comonãoamar?

O recheio fica por conta da sua imaginação, mas só te digo uma coisa: o céu é o limite.

Ingredientes (para 2 baguettes grandes ou 4 pequenas)

  • 1/4 col chá de fermento seco
  • 1 ½ xic água temperatura ambiente
  • 1 ½ col chá sal
  • 500 g farinha de trigo tipo 65
  • sementes de sésamo (opcional)

PRE-PARA

  1. Em vasilha de vidro, misture o fermento com a água até dissolver.
  2. Acrescente a farinha e o sal e misture com uma colher de pau até obter uma massa homogênea mas ainda pegajosa.
  3. Deixe descansar em local fresco, seco e escuro (deixei dentro do forno desligado) por 12 a 14 horas.
  4. Após o descanso não trabalhe mais a massa. Coloque-a em superfície levemente enfarinhada e faça um retângulo com a massa sem esticá-la, apenas pressionando para atingir o formato.
  5. Divida a massa em 2 ou 4 partes iguais.
  6. Estique cada porção para que atinja o tamanho desejado. Como eu parti a massa em duas, estiquei cada parte até que atingisse o tamanho da forma de assar.
  7. Após esticar até o tamanho desejado e com a massa na horizontal, dobre a parte de cima até o centro e com a parte da mão próxima do punho aperte para que a borda da massa grude no centro. Repita o processo com a parte de baixo da massa. Isto fará com que a massa fique em formato cilíndrico mas sem ar dentro.
  8. Se quiser colocar sementes de sésamo, molhe a superfície do pão com um pouco de água, somente o suficiente para umedecê-la, e espalhe as sementes. Eu acho mais prático colocar as sementes em um prato e passar a massa pelo prato, mas faça como achar melhor.
  9. Deixe descansando por mais 1 hora a 1h30 dentro do forno.
  10. Retire o pão do forno e aqueça-o na temperatura mais alta (no meu foi a 250º) por 15 minutos, até que esteja bem quente.
  11. Faça cortes na superfície da massa, pra ficar bonitinho.
  12. Borrife água por cima dos pães antes de levá-lo ao forno. Quando colocá-lo no forno, borrife água dentro do forno também. Isto fará com que a casca do pão fique durinha.
  13. Após 8 minutos de forno, abra a porta e borrife mais água dentro do forno.
  14. Deixe mais 8 minutos assando ou até que esteja dourado (total de 15 minutos assando).
  15. Espere esfriar para comer ou ele irá esfarelar.

Baguete Francesa

Pão de Batata Doce e Chia Vegano

Pão de Batata Doce e Chia Vegano

Eu não sei vocês, mas assim que eu acabar meu mestrado eu vou me dar um mês sabático por que olha… ta fo**. To mais cansada que o pente da Betânia!

Depois de um longo inverno, vim fazer um pit stop bããsico para postar uma receitinha que SEMPRE pinta aqui por casa e que a gente AMADORA: esse pãozinho maravilindo, gostoso, fofinho e, olha que beleza, vegano!

Eu já vi essa receita pela primeira vez no blog da Maira Tavares, desde então, já o vi pipocar em alguns blogs, sendo chamado inclusive de pão de queijo FIT. Na boa, se quer comer pão de queijo, mete um queijo no meio, por que isso não é pão e não parece com pão de queijo. É delicioso, MAS NÃO É pão de queijo.

Toda vez que eu faço esse pão aqui em casa eu tenho que separar a minha parte e a do marido se não ele come a minha. :(((

E como eu to na pressa, não vou enrolar muito com firulas, apenas dou um conselho: FAÇAM E VIVAM FELIZES PARA SEMPRE.

Fim.

Ingredientes (rende aproximadamente 30 pãezinhos)

  • 500 g batata-doce cozida
  • 500 g polvilho doce (pode ser polvilho azedo, mas com o doce a textura fica bem melhor)
  • 120 ml de azeite
  • 2 col sopa chia
  • 2 col chá de sal
  • ½ col sopa cúrcuma (opcional)
  • água – se necessário

PRE-PARA

  1. Pré-aqueça o forno a 180º.
  2. Em uma tigela, misture todos os ingredientes, com exceção da água que você deve acrescentar colher por colher, até dar o ponto. Caso você coza as batatas em água, provavelmente não vai precisar acrescentar mais. Caso coza no vapor (como eu costumo fazer) vai precisar acrescentar um pouco.
  3. Eu separei metade da massa e acrescentei cúrcuma, mas é opcional.
  4. Faça bolinhas e disponha numa assadeira (não precisa untar) por aproximadamente 20 minutos ou até que estejam cozidos (depende de cada forno).

Neste por acaso eu acrescentei menos água do que deveria e ele ficou com aspecto mais sequinho por fora, mas por dentro estava com sabor ótimo!

Pão de Batata Doce e Chia Vegano

 

Pão de Batata Doce e Chia Vegano (2)