Feliz 2015 e Mull de Berinjela e Tofu

Depois de um longo, longo inverno…

Mull de Berinjela

Desde o último post teve férias prolongadas, natal, ano novo, uma máquina fotográfica na assistência e uma defesa da tese de mestrado, OU SEJA, #tavafácilpraninguém

E por falar em defesa de mestrado….

Mull de Berinjela e Tofu

Sou mestre!!! Uaaaaaaaaaaaalaaaaaaaaaaaaa

 

Foram dois anos de muita dedicação, muitas noites mal dormidas, muito nervosismo e muitos, muuuuuuitos livros lidos, mas tudo foi recompensado no final. Foi um dia para ficar na memória.

Mull de Berinjela e Tofu

After Party

E lógico que tinha que ter comemoração na casa dos Stefaisk Medeiros. Um vinho, só para não deixar o dia passar em branco, uma vez que eu estava muito cansada porque o nervosismo me deixou completamente esgotada #soudessas. A propósito, vinho aprovadíssimo!

Estou pensando, inclusive, em criar a categoria #vinhodasemana, uma vez que eu e marido costumamos beber um vinho diferente toda sexta, para conhecer a vasta, porém bela variedade de vinhos portugueses. Que acham? #novidades

Mas agora vamos ao que interessa mesmo nesse recanto da internet: COMIDA.

Dias atrás estava eu viajando nos blogs de comida (porque quando não é isso é vídeo de bicho) quando me deparei com a receita de Mull de Berinjela, do blog Technicolor Kitchen.  Meu único pensamento foi: tenho que fazer isso AGORA. Fiz a primeira vez e, como era óbvio que iria acontecer, nunca mais parei. Com algumas pequenas adaptações e incrementos, nasceu o Mull de Berinjela com Tofu, que vos apresento hoje, como todo amor e carinho. Congratz eternos à Patrícia Scarpin porque isso é DOSSSSHHHH DEUSESSSSHHHH

Mull de Berinjela e Tofu

Ingredientes (serve 2 pedreiros)

  • 1 berinjela grande cortada no sentido do comprimento e depois em fatias de ½ dedo (vai ficar tipo meia-lua)
  • azeite de oliva a gosto
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • ½ cebola picada em cubos
  • 3 dentes de alho espremidos
  • 4 tomates (que não estejam muito maduros, daqueles que já estão mais moles) cortados em cubos grosseiros
  • 1 col chá páprika picante (ou páprika normal, caso não goste de pimenta)
  • ½ col chá cominho em sementes esmagados na hora (caso não tenha, pode usar o em pó mesmo, mas o sabor vai ficar mais fraco)
  • 150g tofu cortados em cubos
  • suco de ½ limão grande siciliano ou tahiti
  • 1 col chá orégano seco
  • folhas de manjericão

PRE-PA-RA

  1. Disponha berinjela em forma untada com azeite, tempere com sal e pimenta e mais azeite e leve para assar em forno pré-aquecido a 180º por aproximadamente 20 minutos (ela deve começar a amolecer, mas não demais a ponto de perder o formato e se desfazer).
  2. Em uma panela, esquente o azeite e refogue a cebola até que esteja dourada. Acrescente o alho e refogue mais 2 minutos. Adicione o tomate, a páprika, o cominho, sal e pimenta e deixe cozinhar por cerca de 5 minutos ou até que o tomate esteja se desfazendo.
  3. Acrescente o tofu e refogue por mais 2 minutos. Em seguida, acrescente a berinjela, cozinhe mais 2 minutos, para que tudo incorpore o sabor dos temperos. Acerte sal, caso necessário.
  4. Desligue o fogo, adicione o limão, orégano e folhas de manjericão. Sirva ainda quente.

Mamão com açúcar, né?

Mull de Berinjela e Tofu

Gente, essa receita é deliciosa!!! Fica bom como antepasto (retirando o tofu lembra uma caponata), como prato principal acompanhado de salada de folhas verdes e, segundo meu marido (que mandou eu dar a dica) fica maravis com uma massa e usando o Mull como molho! E olha, se ele, que odiava berinjela e tofu mandou eu dar a dica, é porque a dica é de amygoh!

Mull de Berinjela e Tofu

Beijo me liga!

Anúncios

Antepasto de Berinjela

Antepasto de Berinjela

Que berinjela é vida, todo mundo sabe. E se você não sabe, pode tratar de saber. Uma das verdura (?) mais versáteis que existe, além de muito nutritiva ela é pau pra toda obra.

A beri sempre dá o ar da sua graça por aqui, tamanho o amor que temos por ela aqui em casa. Ela é uma fofa! E como apesar de escrava da dissertação eu não largo da sexta-feira do happy hour, aí vai uma receitinha que combina maravilhosamente bem com aquela cerva bem gelada, que aqui a gente não brinca em serviço não!

Sexta-feira é sagrada, na minha religião. Não, pera…

Ingredientes

  • 1 berinjela grande ou duas pequenas
  • 1 cebola grande (tanto faz se for a roxa ou a normal)
  • 250 g tomate-cereja
  • 5 dentes de alho cortados em fatias finas
  • ½ a ¾ de xic de azeite (depende do quanto você gostar de azeite em antepastos, eu usei ¾)
  • 2 col sopa vinagre branco (usei de arroz)
  • 2 col sopa vinagre balsâmico
  • ½ col sopa orégano seco
  • 1 col chá tomilho seco (ou outra erva de sua preferência, como alecrim, tomilho
  • 1 col chá sal
  • 1 ½ col sopa açúcar (para uma versão mais light – ou menos gorda – eu usei a mesma quantidade de adoçante culinário e deu super certo)

PRE-PARA

  1. Pré-aqueça o forno a 180º.
  2. Em uma assadeira, coloque metade do azeite. Coloque alho, tomate cortado ao meio e berinjela e cebola cortados em cubos. Tempere com os vinagres, as ervas secas, sal e açúcar.
  3. Leve para assar por aproximadamente 30 minutos, abra o forno, mexa, prove o tempero e acerte o sal caso necessário e volte a assar por mais 30 minutos.
  4. Coloque em uma torrada e seja MUITO feliz.

Antepasto de Berinjela

 

Antepasto de Pimentão

Antepasto de Pimentões

Quando eu era criança, minha mãe sempre comprava pimentões. Eu abria a geladeira, pegava no compartimento de verduras e comia feliz da vida. O negócio era tão sério que minha mãe tinha que guardar tudo já lavado, inclusive cenouras e tomates.

Já deu pra perceber que nunca fui normal, neam?

Fui crescendo, ganhando ~experiência~ mas o amor incondicional pelo pimentão persiste até hoje. Foi aí que um belo dia, meu digníssimo marido, quando ainda pertencia ao status de namorado, emitiu a seguinte heresia: “eu não gosto de pimentão”. Após meu pequeno enfarto, acompanhado de um ataque de pânico, decidi que minha missão de vida na Terra seria fazê-lo gostar de pimentão.

E não foi que ele paxonô no bendito com essa receitinha italiana? Ok, ele (ainda) não come pimentão cru, mas tudo bem, aí já é pedir demais. Mas no meio da comida, assim, temperadinho, no problem!

Lição do dia: não me desafie.

A única coisa que digo é: mesmo que você não goste de pimentão, dê uma chance. Você vai se surpreender. Com um sabor adocicado, esta receita é perfeita como antepasto, para ser servida com torradinhas, ou como petisco e até como acompanhamento.

Bora pra receita:

Ingredientes

1 pimentão vermelho médio

1 pimentão verde médio

1 pimentão amarelo médio (eu não coloquei este porque não encontrei, dai coloquei dois vermelhos mesmo)

1/2 cebola grande

1 alho amassado

1 tomate sem sementes

2 col sopa de açúcar

1 col chá de sal

2 col sopa vinagre balsâmico

1 col sopa de vinagre branco (pode ser de arroz, de vinho branco, de sidra, o que tiver… eu usei de arroz)

azeite

pimenta do reino a gosto

PRE-PÁRA!

Pré-aqueça o forno a 220º. Unte uma forma com bastante azeite.

Corte os pimentões, tomates e cebolas com o mesmo corte. Se cortar em cubos, corte todos em cubos. Se cortar à julienne, corte todos da mesma maneira -eu prefito à julieene. Disponha na forma.

Coloque os temperos, misture bem e leve ao forno. Após vinte minutos, abra, mexa os pimentões para que não queimem e volte ao forno por mais quinze ou vinte minutos.

Retire do forno e sirva. Se sobrar (o que eu duvido), guarde em geladeira em vidro esterilizado com azeite até a metade da conserva por até uma semana.

Antepasto de Pimentões

Baba Ganoush

baba ganoush

INSH ALLÁÁÁÁH!!!!

A Nazira poderia explicar melhor do que eu como se faz essa receita, mas ela ta cansada de ser tratada como um camelo e pisada como um tapetinho por não ter arrumado marido até hoje e disse que todos iriam arder no mármore do inferno e que não vai ensinar nada para ninguém:

o clone

#xatiada

E se você não sabe quem é Nazira, Zoraide, Jade, Said, Khadija, Latiffa, Mohammed e Albieri, então você perdeu uma das melhores novelas de todos os tempos. Ela me rendeu bordões que uso até hoje!

Em homenagem à novela que mais espalhou o nome dos personagens na lama da Medina, hoje vou falar de um prato árabe: BABA GANOUSH, ou ~seje~ pasta de berinjela.

Se você nunca provou, coloca El Arbi, do Khaled (tks Jovem Pan) para tocar, coloca aquela saia hippie que tá escondida no fundo do armário cheirando a naftalina e se joga nessa delícia!

Aproveita a receita de Pão Sírio/Wrap de ontem e faz os dois para comer a noite, hein?

Ingredientes

1 berinjela

1 col sopa de tahini (pasta de gergelim/sésamo, eu usei esse Brown Tahini)

1 dente de alho

1/2 limão

pitada de sal

Modo de Fazer

Asse a berinjela inteira por 45 minutos a 200º.

Abra, separe a casca da polpa e reserve a casca. A casca soltará facilmente.

berinjela assada

Coloque a polpa no liquidificador juntamente com os demais ingredientes. Bata até formar uma pasta homogênea.

Finalize com azeite (que, by the way, eu esqueci de colocar no meu. (y)

Adendo: você pode fazer seu próprio tahini, mas hoje em dia já é possível encontrar pronto em qualquer supermercado.

Adendo 2: Gergelim e sésamo são a mesma coisa. Como meu tahini foi feito com gergelim marrom, meu Baba Ganoush ficou mais escuro. O tahini normal vai deixar seu Baba Ganoush bem mais claro que o meu.