Resenha: Geléia St. Dalfour

Resenha: Geléia Dalfour

Eu AMO geléias, mas elas contém uma quantidade tão ignorante de açúcar que eu sempre desistia de comer, toda vez que olhava pra uma.

Até que um belo dia, passeando pelo supermercado, vi uma embalagem linda exposta na prateleira. Cheguei mais perto e li “Apenas fruta” e “sem adição de açúcar” escrito. Peguei pra ver mais de perto e li “sem conservantes nem corantes” na parte de trás.

Não preciso nem dizer que ganhou meu coração à primeira vista, neam?

Gente, sério, eu viciei tanto na bichinha que lá em casa eu faço rotação dela. Cada vez compro de um sabor diferente já provei todos abapha

Até agora não provei nenhuma que não tenha gostado. Aliás, acho o sabor ainda mais gostoso do que da geléia normal! Segundo descrito no rótulo, esse método utilizado dispensa corantes ou conservantes, e também açúcar. É calórico? Com certeza, mas eu como sem culpa nenhuma.

Aliás, na geléia de cerejas pretas dá pra ver as cerejas ainda, olha que amor!!! <3 <3 <3

Aqui em Portugal dá pra encontrar em qualquer supermercado, grande ou pequeno, por € 2,99.

E fora que depois você pode usar as embalagens para guardar temperos, fica lindo!

Este post NÃO É um publieditorial quem dera, me liguem! é amor mesmo.

Resenha: Geléia Dalfour

Resenha: Geléia St. Dalfour

Da esq. para a dir.: sementes de coentro, folhas de louro secas, sementes de cominho e garam masala.

Anúncios

Bolo de Iogurte Grego

Bolo de Iogurte GregoGente, olha que bolo mais sem-vergonha!!! Olha essa casquinha mais douradinha e esse interior, totalmente phopho! Olha essa cor linda de viver! ~Comofaz~ para não comer ele inteiro duma vez?

#GAMAY

Se iogurte grego é delícia e bolo é delícia, tinha como dar errada essa junção??

Bolo de Iogurte Grego

Nunca será.

Eu simplesmente aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaamo iogurte grego, só não como mais porque aquilo tem mais gordura do que minhas celulites permitem. Não tá fácil pra ninguém, neam...

Mas ele é muito, mas muito simples de fazer. Com pouquíssimos ingredientes, você pode fazer sua manhã, tarde, noite e até madrugada muito mais feliz!

Bora pra receita?

Ingredientes

  • 15 col sopa de óleo
  • 260 g açúcar
  • 250 g iogurte grego (2 copinhos)
  • 4 gemas
  • 240 g farinha de trigo peneirada
  • 4 claras em neve (em Pt em castelo)
  • 1 col sopa fermento químico pra bolo

PRE-PÁRA!

  1. Pré-aqueça o forno em 180º por 15 minutos.
  2. Unte com manteiga e farinha uma forma de bolo redonda (eu usei de silicone).
  3. Bata o óleo com o açúcar até que estejam bem misturados.
  4. Acrescente as gemas, uma por uma, batendo bem antes de incorporar a outra, pra tirar o cheiro de pitiú (heuheuheuehuhe eu acho essa palavra muito engraçada).
  5. Acrescente o iogurte e a farinha de trigo aos poucos, batendo bem.
  6. Acrescente a clara em neve juntamente com o fermento em pó com muito cuidado, mexendo o mínimo possível, em movimentos de baixo para cima, para não tirar o “aerado” da massa.
  7. Leve ao forno por, aproximadamente, 35 minutos. A partir dos 25 faça o teste do palito, por que o tempo de cozimento muda de forno para forno.

Eu não sou muito fã de formas de silicone, para ser bem sincera. Não acho que elas assem bem e tem toda uma técnica para achar o ponto perfeito do bolo. Pra mim, nada substitui nossa boa e velha forma de alumínio, mas já que eu comprei vamos usar, né? Acontece que sempre que eu uso a bendita, o topo do bolo assa muito mais rápido do que o restante. Daí o que eu faço é: depois de 25 minutos, coloco papel alumínio, para evitar que o topo queime enquanto o restante do bolo termina de assar. ;)

Bolo de Iogurte Grego

Bolo de Iogurte Grego

 

Projeto Mormon: Sorvete de Morango

DSC_0001

Tudo começou há um tempo atrás, na ilha do sol  #ALOKA quando meu marido, absolutamente alucinado por sorvete, passou dias desejando o sorvete de doce de leite da Haagen-Dazs, que é delícia de Deus, porém caro para chuchu. Foi então que cruzei com esta receita aqui e decidi fazê-lo na versão doce de leite. Tal foi a minha surpresa que ele disse que estava MELHOR (ok, ele tem a licença poética de marido para dizer essas coisas, mas a questão é que deu certo) que o sorvete desejado.

Na época eu não tinha um bluóg, então não tenho fotos decentes para postar. Sorry.

A receita rende aproximadamente 1 litro, não custa muito e faz bem pro paladar, pra saúde e pro bolso – que o litro de sorvete de qualquer marca na Terra de Santa Cruz anda ozóio da cara.

Eu fiz com morango por que aqui em Portugal estamos na época, então eles só estão faltando dar de graça no supermercado. Além disso eu comprei um monte e tinha que usá-lo de forma dygna. Mas você pode fazer com o sabor da sua preferência. Aliás, se o sabor não for de fruta, melhor (por exemplo brigadeiro, baunilha, doce de leite…). A verdade é que toda fruta tem água, o que vai fazer com que no momento do resfriamento do sorvete, essa água vire gelo. Ok, não é nada absurdo e você não vai comer gelo com sabor, mas a consistência fica bem melhor se você escolher um sabor que não seja de fruta.

Dica da tia Stéfanie: não use frutas congeladas, apenas frescas, por que fruta congelada tem mais água ainda. Experiência própria. Zica acontece, neam.

Daí você, jovem padawan, deve estar pensando: MAS EU NÃO TENHO MÁQUINA DE SORVETE, CALAABOCAAA. E eu te respondo: Não precisa. :)

Bora pra receita.

Dificuldade: 1, até uma criança faz

Tempo de Preparo: 30 minutos

Serve: o tanto de gente que estiver no seu almoço de domingo, relaxa que dá tudo certo

Ingredientes

2 caixinhas de natas para bater OU creme de leite FRESCO (o percentual de gordura tem que ser de, no mínimo, 35%, o creme de leite normal não tem) *

1 kg de morango

açúcar a gosto OU leite condensado, também a gosto

Modo de Fazer

Bata o creme de leite na batedeira (se for bater na mão, boa sorte!) até ela começar a fazer picos moles. TOME CUIDADO, SE BATER DEMAIS VAI VIRAR MANTEIGA. Aí, já era. O creme de leite vai crescer muuito de tamanho, então não se engane, que rende!

Bata no liquidificador 800 g dos morangos com o açúcar (ou o leite condensado) e acrescente no creme de leite. O restante, corte em pedaços pequenos e coloque na mistura. Fica supimpa. :)

Prove para ver se está bem adoçado, neam.

Coloque o sorvete em um recipiente tampado e leve para o refrigerador por 12 horas.

*UPDATE: A Maria, do maravilhoso blog Diga Maria e autora original da receita, passou por aqui e nos deu uma super ajudinha AND dica. Para quem está no Brasil, o creme de leite TEM QUE SER O FRESCO, pois o normal não tem percentual de gordura suficiente para bater. O creme de leite fresco tem aproximdamente 35% de gordura, o que é ideal para emulsionar. Aqui em Portugal, as natas para bater equivalem ao creme de leite fresco, pois tem o mesmo percentual de gordura. Já as natas para cozinhar equivalem ao creme de leite normal.

DSC_0004

DSC_0005

Bolo de Chocolate sem farinha

DSC_0852

Hoje, 26 de março, é o dia do cacau, e nada mais justo do que homenagear esse grande amigo que sempre me atende quando eu mais preciso. Tudo bem que aqui em casa todo dia é o dia dele ALOKA.

Vinho em homenagem ao dia do cacau. SOU DESSAS.

Tirei esta receito do livro Baking Recipe Collection, da cadeia de supermercados Sainsbury, da Inglaterra. Um dos melhores livros de confeitaria que eu tenho! Não que eu tenha muitos, mas amo/sou este livro.

Este bolo não é um bolo de chocolate comum, pois não leva farinha de trigo. E, além de tudo, é uma bomba de calorias, mas né, hoje é dia de comemorar, hoje pode.

Dificuldade: 3, nível marromenu

Tempo de Preparo: 45 minutos

Serve: um monte, só chegar

Ingredientes

200 g de chocolate amargo em barra

200 g de manteiga, de preferência sem sal

1 colher de chá de essência de baunilha

5 ovos médios, claras e gemas separadas

150 g de açúcar

100 g de farinha de amêndoas (ou amêndoas torradinhas e trituradas)

50 g de cocoa powder, que é tipo o chocolate do padre, não pode ser achocolatado

açúcar de confeiteiro para polvilhar por cima

Modo de Fazer

Pré-aqueça o forno a 180º e unte uma forma de 25 cm de diâmetro com manteiga e farinha de trigo.

Em banho-maria, ou pras pessoas modernas microondas, derreta o chocolate com a manteiga. Quando tudo estiver derretido, acrescente a essência de baunilha. Reserve.

Bata as gemas com 50 gramas de açúcar até que a mistura esteja bem clara. Acrescente esta mistura ao chocolate derretido. Acrescente as amêndoas e o chocolate em pó.

Bata as claras em neve e acrescente gradualmente o restante do açúcar (100 gramas) nas claras. Pegue 1/3 das claras e misture bem ao chocolate, depois acrescente gentilmente os 2/3 da clara em neve restante, sem bater muito, para não tirar a “fofura” das claras.

Coloque na forma e leve ao forno por aproximadamente 25 minutos. No livro diz por 30 a 35 minutos de forno, mas no meu levou apenas 25. Deixe o bolo esfriar e polvilhe o açúcar de confeiteiro por cima.

DSC_0845

IMG_20130326_214254

Foto do instagram.

ATENÇÃO: Por mais que eu não queira estragar a brincadeira, tenho que avisá-los: só de olhar pra esse bolo, você já engordou. Se o bolo for dividido em 12 pedaços, cada fatia terá a singela quantidade de 372 kcal. Eu sei, fiz maldade.

sorry gif

Update: Uma leitora me avisou que untar com farinha de trigo é o mesmo que usar farinha de trigo, que realmente eu não sabia. Quem quiser, pode untar com chocolate em pó ou com a farinha de amêndoa, dá na mesma.