Pasta Cinque Formaggi (Cinco Queijos)

Pasta Cinque Formaggi

Mamma mia!!!! Ai como eu to italiana!

Pra quem não sabe, a comida italiana é a minha favorita de todos os tempos para todo o sempre, só perdendo pro churrasco mal passado. #ografeelings

Quando meu irmão estava aqui, resolvi fazer um jantar na minha casa e coisital, pra ele e pra cunha. SÓ QUE, eu tenho o irmão mais chato do mundo pra comida. Sério, gente, o que eu tenho de draga, ele tem de enjôo. Digamos que eu pago meus pecados com ele e que se ele fosse meu filho ia sair muita briga, vou te contar.

Daí como ele não come legumes, não come qualquer carne, não come chouriço, não come cogumelos, não come peixe e frutos do mar nem sob ameaça de tortura… Camarão só se estiver passando fome! Bacalhau só se for a última coisa na face da terra e salmão jamé, ~ou seje~ fiquei com opções restritas. :/

Dai, como boa filha de mineira, pensei: queijo – quanto mais, melhor! E foi assim que eu fiz pro jantar uma pasta cinque formaggi, ou cinco queijos para os íntimos. Não tem como errar, neam. Não gostar de queijo é quase como ser um extra-terrestre nesse mundão de Meu Deus.

De entrada eu fiz uma Focaccia, que eu já dei a receita aqui, só que ao invés de alecrim eu fiz de tomate cereja e manjericão, que ficou igualmente maaaaaaaraaaaaaaa! Com a única diferença que, ao invés de deixar 25 minutos no forno, eu deixei 20. Por isso ela ficou mais branquinha, olha a maldade:

Focaccia de Tomate com Manjericão

Focaccia de Tomate com Manjericão

Mas vamos ao que interessa que a pasta que é a novidade aqui, neam?

Ingredientes (para 6 pessoas)

  • 400 ml creme de leite fresco (natas para bater em Portugal)
  • 100 ml leite
  • 50 g manteiga
  • 100 g queijo gorgonzola (roquefort em Portugal)
  • 200 g cream cheese
  • 200 g queijo mozzarella
  • 150 g queijo provolone
  • 100 g queijo parmesão ralado na hora
  • pitada de noz moscada
  • pitada de pimenta do reino
  • 600 g pasta bavette (ou o de sua preferência – penne e tagliatelle são ótimas pedidas)
  • sal caso necessário

PRE-PÁRA

  1. Coza a massa conforme as instruções da embalagem em água com sal e óleo. Caso não vá usar a massa instantaneamente, passe por água para interromper o cozimento.
  2. Em uma frigideira, derreta a manteiga com o leite e o creme de leite fresco. Caso use creme de leite normal NÃO DEIXE FERVER, ou ele talhará.
  3. Acrescente os queijos (com exceção do parmesão) e tempere com noz moscada e pimenta. Acerte o sal, caso necessário – o que eu duvido, pois queijo já tem muito sal.
  4. Quando todos os queijos estiverem bem derretidos e incorporados, acrescente a pasta, misture para que o macarrão ganhe o sabor do molho e sirva imediatamente, com queijo parmesão ralado por cima.

CABÔ. Demorei mais pra comer do que pra fazer HEHEHEHE

Pasta Cinque Formaggi

Anúncios

Tuna Pasta Fria

Tuna PastaHoje é sexta, dia de pseudo-férias da cozinha!

A gente cozinha, faz uma comidinha deliciosa, mas não passa horas fazendo companhia pras panelas, entendeu?

Pra ajudar, titia Stéfanie vai dar uma receita que demora menos de 5 minutos e é muito, mas muuuuuuuito amor no coração.

E pra não dizer que ela é só cortar e misturar, eu coloquei um truquezinho no meio.

Tia Stéfanie também é cultura.

Bora pra receita.

Ingredientes

  • 1 lata de atum escorrido (eu uso o natural, sem óleo)
  • 2 tomates picados
  • 1/2 cebola roxa pequena picada
  • 1/2 xícara de fusilli (o famoso macarrão parafuso)
  • 1 dente de alho bem picadinho (2 se você gostar de alho)
  • 2 col sopa de azeite virgem
  • 1 col sopa de azeite extra-virgem
  • pitada de orégano
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • folhas de manjericão

PRE-PÁRA!

  1. Em uma tigela misture o atum, o tomate e a cebola picados. Reserve.
  2. Cozinhe o macarrão em água de sal e óleo conforme a instrução do pacote. Assim que estiver pronto, desligue e passe por água corrente para interromper o cozimento e acrescente ao atum.
  3. Em uma panela, esquente em fogo baixíssimo as 2 colheres de azeite virgem. Quando estiver quente, acrescente o alho e apague o fogo imediatamente. O alho não deve dourar, apenas tirar o gosto de cru. Mexa a panela para esfriar o azeite e despeje por cima da sua pasta.
  4. Tempere com mais uma colher de azeite, dessa vez o virgem, tempere com orégano, sal, pimenta do reino e manjericão.

Se quiser a versão vegetariana dessa receita, é só retirar o atum!

Na foto eu só coloquei uma folha de manjericão, mas como eu não sou boba nem nada coloquei mais um monte de folhas picadas no meio quando fui comer. Faz toda a diferença!”

Tuna Pasta Fria

Tuna Pasta Fria

Spaghetti Negro com Anéis de Lula e Camarões

DSC_1068

EIKE hoje eu to phyna!

Essa combinação é TIPASSIM, uma Brastemp. O Spaghetti é negro por causa da tinta da própria lula, que eu já comprei pronto.

Não teve mistério: acrescentei argolas de lulas e camarão e pronto! Almocinho supimpa porque nóis merece.

Dificuldade: 3

Tempo de Preparo: 45 minutos

Serve: dois pedreiros

Ingredientes

200 g de camarões inteiros (com casca e cabeça)

200 g de anéis de lula

1/2 pacote de massa de spaghetti tingido com tinta de lula

3 dentes de alho bem picados

200 ml de água

azeite

sal e pimenta do reino a gosto

cebolinha para decorar

Modo de Fazer

Limpe os camarões, retirando casca, cabeça e tripa do dorso. A tripa é retirada fazendo um corte em toda o comprimento do camarão. O fiozinho preto que aparecer é a tripa, só retirar com cuidado.

Refogue casca e cabeça em um fio de azeite. Acrescente sal, pimenta e água. Deixe ferver por cinco minutos. Coe o caldo, que será usado no preparo do prato, e descarte a casca e cabeça.

Leve água para ferver, para cozer o macarrão com sal e um fio de óleo. O macarrão deve ser cozido até o ponto al dente, ou seja, nada de papa de macarrão, ok?

Em um fio de azeite refogue o alho. Acrescente o camarão e os anéis de lula, acerte sal e pimenta e refogue por 30 segundos. Acrescente uma concha do caldo de camarão e deixe o caldo ficar quase seco.

Antes do caldo terminar de secar, acrescente o macarrão, misture tudo na panela e sirva a seguir. Decore com um pouco de cebolinha que fica *fofo*.

DSC_1072

Salada fria de lentilhas, atum e pasta

DSC_0849

Gente! Ando tão ~perdida~ na vida que achei que tinha postado antes-de-ontem e na verdade minha última postagem foi na segunda! FOI MAL.

Na verdade este post era pra ter vindo ontem, mas por motivos de: não to tendo tempo pra viver, vou postá-lo hoje. A receita nada mais é do que almoço LÁIT com verdura disfarçada, por que sim, eu tenho um marido que detesta verduras e afins.

Aqui em casa rola toda uma maratona de São Silvestre para eu conseguir disfarçar cenoura, abobrinha e lentilha (entre outros), por que eu simplesmente AMO MUITO TUDO ISSO e ele DETESTA MUITO TUDO ISSO. Ou seja, essa é uma boa opção inclusive para mães que querem fazer suas crianças comerem mais verduras.

Durante a semana tentamos comer o mais saudável possível, até para poder enfiar o pé-na-jaca aos fins-de-semana sem tanto peso na consciência. Por esta razão, o mais comum é ver uma saladjenha no almoço.

~Ando parecendo o Diário de Classe postando foto do almoço, neam?~

Continuando.. como ando sem tempo, além de tudo esta é uma boa opção para aqueles dias em que não podemos preparar nada muito demorado (vulgo todo dia hahaha). Fica pronta em cinco minutos. Ok, dez minutos caso você não tenha muita prática em cortar os ingredientes.

Dificuldade: 1, nível “até uma criança de dois anos faz”

Tempo de preparo: 5 minut… ué, já acabou?

Serve: 2 pedreiros

Ingredientes

1 xícara de penne

1 tomate grande picado

1/2 cebola roxa picada em meia-lua

100 g de lentilhas cozidas

3 colheres de sopa de feijão frade cozido

4 colheres sopa de ervilha (eu uso sempre as congeladas, acho as enlatadas muito ruins)

4 colheres sopa de milho cozido (enlatado também)

1 cenoura ralada

4 colheres sopa de azeite

1 lata de atum

suco de meio 1/2 limão

azeite

pimenta do reino

pitada de sal

Modo de Fazer

Coloque uma panela com bastante água para ferver. Quando estiver em ponto de ebulição (nossa matei a tia Silvia, professora de ciências, de orgulho, agora!) acrescente um fiozinho de óleo, sal e o macarrão e deixe cozinhando. Enquanto isso, pique a cenoura, o tomate, a cebola, acrescente a lentilha, o feijão, o milho, a ervilha e o atum em uma tigela. Tempere com sal, azeite, o suco do limão e a pimenta do reino. Reserve.

Quando a massa estiver cozida, escorra e passe a massa por água corrente, assim ela vai esfriar e parar o processo de cozimento. Junte-a à sua mistura de atum, mexa bem e finalize com um toque de azeite e pimenta do reino.

Cabô.

Eu demorei mais pra escrever como fazer do que pra fazer o almoço em si.

Tudo misturadinho, todo mundo feliz, alegre e satisfeito, comendo direitinho, sem peso na consciência e gostando.

Mas tia Stéfanie, tem nem um molhinho pra juntar essa comida aí? Tem não, a ideia é ser “láit”, no máximo tem o azeite. E o molho nem faz falta, sinceramente. Mas qualquer dia desses eu posto um molho magro que gosto de fazer pra acompanhar de vez em quando, só que ele precisa de iogurte desnatado, e SÁCOMÉ, neam. Não tinha em casa no momento.

DSC_0853

Dica: essa é uma ótima opção de salada vegan também, é só tirar o atum. Eu coloquei o peixe pra ter uma proteína, mas sinceramente, não teria feito tanta falta assim. O winner desse prato é mesmo o macarrão, as verduras e legumes.

DSC_0851

Spaghetti à Carbonara

Spaghetti a Carbonara

Vou inaugurar a coluna de receitas do blog com um prato que já nasceu vencedor: bacon + molho branco + pasta, tudo junto e misturado = AMOR ETERNO, AMOR VERDADEIRO.

Acho que nunca conheci alguém que não gostasse de pasta. Sério, quem não gosta de macarrão, gosta de quê? É quase como não gostar da vida! E para que curte cozinhar, fazer pasta é ter a certeza de oferecer um prato que agrada a gregos e troianos, ou seja, uma verdadeira mão-na-roda naqueles jantares em que não queremos errar.

A não ser que você seja vegetariano ou judeu, o Spaghetti à Carbonara é uma boa pedida. Saboroso, fácil e  rápido de ser feito, o mais demorado será cozer a massa. Sério, não estou brincando.

Não fui à academia no sábado e comi um prato digno de pedreiro, mas quer saber qual foi minha sensação ao final?

gif joey

#Joeyfeelings

Agora vamos ao que interessa.

Dificuldade: 2

Tempo de preparo: 15 minutos

Serve: 2 pessoas (que comem estilo Joey Tribbiani)

Ingredientes:

500 g de spaghetti (eu prefiro o tipo mais grossinho)

200 g de bacon cortado em cubos

2 colheres de sopa de farinha de trigo

200 ml de leite, aproximadamente, mas a quantidade pode variar muito

duas gemas

sal a gosto

pimenta do reino a gosto

uma pitada de noz moscada ralada na hora

parmesão ralado na hora

Modo de Preparo:

Antes de mais nada, aqueça uma panela com aproximadamente 3 litros de água, uma pitada de sal e um fio de óleo. Quando a água estiver fervendo pra valer, coloque o macarrão e deixe-o cozendo mais ou menos pelo tempo indicado no pacote, mas prove-o para ver se ele está al dente, pois o tempo do pacote pode deixar a massa cozida demais, e ninguém curte um purê de macarrão, neam.

Em uma frigideira ou panela grande, coloque o bacon e uma pitada de pimenta do reino. Leve a panela ao fogo baixo e deixe o bacon soltar a gordura e ficar douradinho. A razão pelo qual não se deve colocar o bacon na panela já bem quente é porque isto fará com que o bacon seja “selado”, ou seja, ele levará um baita choque e a gordura ao invés de derreter ficará durinha.

Quando o bacon estiver douradinho, retire-o da panela com uma escumadeira, deixando a gordura. Nesta gordura do próprio bacon, com o fogo ainda baixo, acrescente duas colheres de sopa de farinha de trigo e mexa bem. Esta mistura formará uma espécie de massa, então AOS POUCOS, acrescente o leite para dissolvê-la, e vá mexendo. A quantidade do leite varia muito, por isso, vá vendo o ponto do molho de acordo com o gosto do freguês. Eu, particularmente, gosto do molho com uma consistência ainda grossa, a ponto de incorporar a massa, mas não a ponto de ela endurecer quando fria. Para isto, eu acrescento ao final  aproximadamente duas conchas da água do cozimento do macarrão no molho, mas isto é opcional.

Após adquirir a consistência desejada, junte as gemas e incorpore bem todos os ingredientes. Junte novamente o bacon, acrescente noz moscada, mais uma pitada de pimenta do reino e sal, caso necessário. Tome cuidado com o sal, pois bacon por si só já é bem salgadinho – eu nem precisei acrescentar. Ou então você correrá o risco das pessoas comerem com um copo de água ao lado, O QUE NÃO É LEGAL.

Escorra a massa e acrescente-a no molho já pronto, mexendo bem para incorporar os dois. Polvilhe queijo parmesão ralado na hora por cima e sirva imediatamente.

IMG_20130323_132401Pecado em forma de prato.