Antepasto de Berinjela

Antepasto de Berinjela

Que berinjela é vida, todo mundo sabe. E se você não sabe, pode tratar de saber. Uma das verdura (?) mais versáteis que existe, além de muito nutritiva ela é pau pra toda obra.

A beri sempre dá o ar da sua graça por aqui, tamanho o amor que temos por ela aqui em casa. Ela é uma fofa! E como apesar de escrava da dissertação eu não largo da sexta-feira do happy hour, aí vai uma receitinha que combina maravilhosamente bem com aquela cerva bem gelada, que aqui a gente não brinca em serviço não!

Sexta-feira é sagrada, na minha religião. Não, pera…

Ingredientes

  • 1 berinjela grande ou duas pequenas
  • 1 cebola grande (tanto faz se for a roxa ou a normal)
  • 250 g tomate-cereja
  • 5 dentes de alho cortados em fatias finas
  • ½ a ¾ de xic de azeite (depende do quanto você gostar de azeite em antepastos, eu usei ¾)
  • 2 col sopa vinagre branco (usei de arroz)
  • 2 col sopa vinagre balsâmico
  • ½ col sopa orégano seco
  • 1 col chá tomilho seco (ou outra erva de sua preferência, como alecrim, tomilho
  • 1 col chá sal
  • 1 ½ col sopa açúcar (para uma versão mais light – ou menos gorda – eu usei a mesma quantidade de adoçante culinário e deu super certo)

PRE-PARA

  1. Pré-aqueça o forno a 180º.
  2. Em uma assadeira, coloque metade do azeite. Coloque alho, tomate cortado ao meio e berinjela e cebola cortados em cubos. Tempere com os vinagres, as ervas secas, sal e açúcar.
  3. Leve para assar por aproximadamente 30 minutos, abra o forno, mexa, prove o tempero e acerte o sal caso necessário e volte a assar por mais 30 minutos.
  4. Coloque em uma torrada e seja MUITO feliz.

Antepasto de Berinjela

 

Anúncios

Almôndegas de Berinjela e Courgette com Pasta de Lentilhas – #Vegano, dá para ser #gluten-free e #lowcarb!

Almôndega de Berinjela e Courgette com Pasta de Lentilhas

Tem dias que a gente acorda com o fiofó virado pra lua, os anjos dizem amém, a sua mão vira de fada e o universo conspira ao nosso favor na cozinha e aquela experiência, que você não faz nenhuma ideia se vai dar certo, fica DEUSA, LOUCA UMA FEITICEIRA de primeira. Foi assim com essas duas receitas.

A história começou com uma lentilha que no pacote estava escrito que deveria ser cozida por 25-35 minutos. Eu, como obediente que sou, deixei o mínimo para ver se ainda estava dura ou já estava boa. Quando eu abri, a surpresa: papa de lentilha.

Como ela já tinha passado do cozimento ideal, pensei: minhas opções são fazer uma pasta ou sopa. Fui de pasta e, caros amigues, que sábia decisão!

Fiz a pasta mais ou menos como um hommus, mas sem muita firulice. Só digo uma coisa: todo mundo comprando AGORA lentilha pra fazer essa pasta PRA ONTEM.

Com a berinjela e a courgette, a história não foi tão emocionante. Acontece que eu viajo amanhã e tinha que usá-las de alguma forma, senão estragariam. Eu preciso viajar sempre para ter ideias como essa, vou te contar. Bendita viagem, que trouxe para minha vida a DIVA da almôndega de berinjela e courgette! Adotei as duas receitas para a vida, sério.

E como eu to muito emocionada e as receitas combinam mais do que Romeu e Julieta, vou postar as duas hoje. #soulegal

Anotaí.

Ingredientes para as Almôndegas de Berinjela e Courgette (rende 8)

  • 3 col sopa azeite
  • 1 cebola pequena cortada em cubos
  • 2 dentes de alho ralados
  • 1/2 courgette grande ralada (no Brasil dá pra trocar perfeitamente pela abobrinha)
  • 1 berinjela média cortada em cubos (da próxima vez eu vou tentar ralar tb para que os pedaços não fiquem tão visíveis)
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • suco de 1/2 limão siciliano
  • 1 xic aproximadamente de farelo de trigo – você pode precisar de mais ou menos para dar o ponto na massa (para uma versão gluten-free é só usar outro tipo de farinha, como a de arroz ou a de quinoa)
  • farinha de rosca (pão ralado em PT)

PRE-PARA

  1. Em uma panela em fogo médio para alto, refogue alho e cebola em azeite até começarem a ficar transparentes.
  2. Acrescente a berinjela e a courgette e tempere a gosto com sal e pimenta.
  3. Mexa de vez em quando para que a berinjela e a courgette soltem toda a água e cozinhem. Só pare de cozinhar quando elas já estiverem moles, o que não demora muito.
  4. Desligue o fogo e acrescente o farelo de trigo (ou outra farinha) e mexa bem, até que forme uma massa – a quantidade de farelo pode variar, acrescente até dar o ponto no qual ela não despedace. Deixe esfriar um pouco para você conseguir trabalhar a massa com as mãos.
  5. Aqueça o forno a 200º e unte uma forma com azeite.
  6. Coloque a farinha de rosca em um prato. Faça bolinhas com a massa de berinjela com a mão e envolva na farinha de rosca.
  7. Leve para assar por 20 minutos, aproximadamente – o tempo de forno depende de você: lembre-se que tudo já está cozido, o forno serve apenas para dar uma dourada na almôndega.
  8. Dá para servir também com molho de tomate. ;)

Ingredientes para Pasta de Lentilhas

  • 8 col sopa de lentilhas cozidas
  • 1 col sopa de tahini (pasta de gergelim/ sésamo)
  • 1 dente de alho ralado
  • suco de 1/2 limão siciliano
  • 1 punhado de salsinha picada
  • sal a gosto

PRE-PARA

  1. Misture tudo em um processador ou liquidificador. Sirva com azeite por cima.

 

Almôndega de Berinjela e Courgette com Pasta de Lentilhas - #Vegano, dá para ser #gluten-free e #lowcarb!

 

Almôndega de Berinjela e Courgette com Pasta de Lentilhas - #Vegano, dá para ser #gluten-free e #lowcarb!

Almôndega de Berinjela e Courgette com Pasta de Lentilhas - #Vegano, dá para ser #gluten-free e #lowcarb!

Anéis/Aros de Cebola (Onion Rings)

Anéis de Cebola (Onion Rings)

Esse é o tipo de receita que a gente não faz porque acha que vai ser a maior dificuldade do mundo, mas na verdade ela é bem simples, até. E rende pra caramba!!!

Eu fiz os aros pro jantar de aniversário do marido, que rolou semana passada. Na verdade ele nem pediu, mas eu tava morta feat. enterrada de vontade de comer, então resolvi arregaçar as mangas e fazer algo que DE VEZ EM NUNCA eu faço aqui em casa: fritura. Sério, mais fácil vir o apocalipse do que eu fazer fritura.

Eu penso em fritura e já me vem na cabeça o óleo percorrendo a minha veia. Daí depois eu penso na minha placa EMPESTADA com óleo, das milhares de vezes que terei que lavar a panela pra sair toda a gordura, da espirração que é quando você coloca a comida pra fritar, e toda a vontade que eu tinha de comer algo frito passa na hora. :D

Mas né, não quero que meu filho(a) nasça com cara de onion rings, então arregacei as mangas e botei a mão na massa no óleo.

Ingredientes (para duas pessoas que comem normalmente – não é o meu caso)

  • 1 cebola grande cortada em rodelas largas
  • 1 litro de água
  • 1 xic cheia de farinha de trigo
  • 1 col chá sal
  • 1 col sopa rasa de páprica
  • pimenta branca a gosto
  • q.b. água
  • farinha de rosca (em PT pão ralado) – eu gosto da farinha grossa, então eu compro pão, deixo ele ficar “amanhecido” e depois trituro no dia seguinte. ;)
  • óleo para fritar

PRE-PARA

  1. Corte as cebolas em rodelas largas e coloque em um pote com água. Leve a geladeira por algumas horas (isto serve para tirar um pouco da acidez da cebola).
  2. Em um prato ou tigela, coloque farinha, sal, páprica e pimenta e misture bem. Coloque água aos poucos, até que a massa fique com uma consistência de mingau mole. Ela tem que ficar unida mas maleável.
  3. Em outro prato ou tigela, coloque a farinha de rosca ou pão ralado.
  4. Coloque folhas de papel toalha em um prato para escorrer o excesso de óleo da fritura.
  5. Coloque o óleo para esquentar. Quando você mergulhar um palito de fósforo no óleo e ele pegar fogo (literalmente!) é porque a temperatura está boa para fritar. – sim, isso é uma técnica.
  6. Retire os anéis de cebola da água, escorrendo bem. Passe papel toalha nos aros para retirar ao máximo o excesso de água.
  7. Passe os aneis primeiramente na massa de farinha de trigo e depois na farinha de rosca. Leve para fritar.
  8. Coloque os anéis, mas não coloque muitos de uma vez, coloque alguns e espere fritar, pois isso vai diminuindo a temperatura do óleo. Você notará que no começo os anéis fritam super rápido e depois vai demorar mais.
  9. Deixe escorrer o excesso de óleo por alguns minutos antes de comer.
  10. Coma sem moderação que onion rings tá liberado. #meenganaqueeugosto

Anéis de Cebola (Onion Rings)

Pão de Centeio e Linhaça Integral AND Vegano

Pão de Centeio e Linhaça 100% integral…também conhecido como o melhor pão integral do universo.

Pão quente com manteiga, uma combinação que deveria ser canonizada, né não? Fala sério… Se for integral, então! Quintuplica o amor!

Euzinha da silva apenas AMO/SOU pão integral. Acho gostoso, acho divo, acho TDB, acho a última coca-cola do deserto. Aliás, no meu petit déjeuner (pq eu sou phyna) de todos os dias, o pão integral é a estrela principal. Ele é uma das razões pelo qual eu JAMÉ conseguiria fazer dietas restritivas, aquelas com carboidrato zero, sem meu amado pãozinho e café com leite de manhã.

#aloka do carboidrato

Acontece que, infelizmente, a maioria dos pães integrais que são vendidos por aí (inclusive em padarias) não são totalmente integrais. A verdade é que a maioria deles vai mais farinha branca do que integral, pode conferir no rótulo. Triste, neam?

Daí vem a ideia: por que não fazer o meu próprio? Só que eu sou completamente traumatizada com pães. Sempre tive PAVOOOOOOORRRR de fazê-los. Todos os que eu fazia davam muito, mas muito errado. Sabe quando você abre a porta do forno e sai um gremlin de lá? Pois é, isso era o que acontecia comigo TODA SANTA VEZ QUE EU FAZIA PÃO.

Mundo injusto.

Mas daí comecei a entender como o processo do pão funciona. O segredo todo está no fermento e no cuidado que você deve ter para não se tornar uma assassina de fungo. Tem que ter cuidado com a temperatura da água, com o ambiente, com o manuseio…

Foi aí que Juntei a fome de pão 100% integral com a vontade de aprender a fazer pão em casa, e saiu essa maravilha que posto hoje.

Pão de Centeio e Linhaça 100% integral

#çuçeço

Lição do dia: SE EU CONSEGUI, VOCÊ CONSEGUE, AMIGUE!

A receita eu peguei de um site que atoron e você pode conferir aqui. Como sempre, fiz alterações. No caso desta receita, eu fiz muitas alterações – não nas quantidades mas no modo de preparo, após diversos testes, para finalmente chegar no que eu achava que ficava mais ~goxtoso~. Pra mim, agora, ele está na consistência perfeita.

Pão de Centeio e Linhaça 100% integral

Praticamente uma celebridade no mundo dos pães

Agora, algumas pequenas questões antes de fazer o seu pão que você precisa saber.

Em primeiro lugar, você precisará ter uma refratária que possa ir ao forno com tampa e isto é IMPERATIVO. Nem tente caso não tenha, pois não dará certo. Segundo a autora da receita, o pão fica extremamente duro caso feito sem este tipo de vasilha. Eu testei e.. realmente, não dá certo. :/ Minha refratária tem 18 cm de diâmetro, a propósito.

Em segundo lugar, esse é um pão caseiro, portanto você precisa de tempo para prepará-lo. Tem que ser um dia que você esteja de boa na lagoa, sem muita coisa pra fazer, pois você terá que estar em casa de tempos em tempos para olhá-lo.”

Dito isto, vocês já estão preparados para fazê-lo. :)

Ingredientes

Para a esponja (é tipo um pré-fermento que vai fermentar antes de fazer propriamente o pão)

  • 45 g farinha de trigo
  • 45 g farinha de trigo integral
  • 180 ml água morna
  • 1 col chá de fermento biológico seco para pão

Para o pão

  • 350 ml água morna
  • 210 g farinha de centeio integral
  • 210 g farinha de trigo integral
  • 1 col chá de sal (este pão leva pouco sal porque eu gosto, mas você pode colocar mais, caso ache necessário)
  • 5 col sopa de semente de linhaça
  • azeite e farinha de trigo integral para untar
  • 1 col sopa semente de chia (firula, não é necessária)

PRE-PÁRA!

  1. Comece por preparar a esponja. Eu aconselho a fazer à noite, para deixar o tempo de descanso ideal. Misture em um bowl (de preferência de vidro) todos os ingredientes.

    Atenção: a temperatura perfeita da água para não matar seu fermento deve ser testada colocando o dedo nela. Se você aguentar permanecer por 10 segundos com o dedo submerso, ainda que com uma certa resistência, a água está morna o bastante para não matar o fermento.”

  2. Deixe descansar por 12 horas. Sim, isso mesmo: 12 horas. Aqui tem estado frio, e o fermento precisa de um ambiente aconchegante para crescer. O que eu faço quando estamos em tempo frio é: esquento o forno em temperatura máxima por 45 segundos, desligo o forno e coloco o fermento lá dentro, no quentinho. No verão não é necessário nada, só a temperatura ambiente mesmo.

    Pão de Centeio e Linhaça integral

    Esponja depois de 12 horas de fermentação: repare nas bolhas de ar que mostram que o fermento está vivo e agindo

  3. Na manhã seguinte, acrescente à sua esponja a água morna. Faça o teste da mesma maneira: coloque o dedo e, se aguentar ficar com ele submerso por 10 segundos, está quente o suficiente. Mexa vigorosamente com um batedor (fouet) ou garfo ou colher ou whatever até dissolver.
  4. Misture a farinha de centeio aos poucos, até ficar uma massa lisa.
  5. A partir daqui, misture a semente de linhaça e o sal à massa.
  6. Agora, acrescente a farinha de trigo aos poucos, mexendo bem.
  7. Deixe descansar por 4 horas, coberto com um pano de prato limpo. Caso esteja frio, deixe dentro do forno.
  8. Após o tempo de descanso, dê uma mexida na massa, tampe novamente com o pano de prato e volte para mais um descanso de 5 horas.
  9. Faça uma pasta com azeite e farinha e unte a forma que será usada para assar seu pão. Transfira a massa para a refratária, coloque sementes por cima para fazer uma firula (eu coloquei chia) e deixe por aproximadamente 1 hora (novamente, caso esteja frio, coloque dentro do forno).

    Pão de Centeio e Linhaça integral

    Pão na refratária. Novamente, sorry pela foto ordinária.

  10. A massa não precisará ser sovada – aliás, ela nem tem consistência para isto. Essa é uma das inúmeras vantagens deste pão. Trabalho ZERO, quem não ama?
  11. Pré-aqueça o forno a 230º por 10-15 minutos e coloque a refratária TAMPADA por aproximadamente 25 minutos. Após este tempo, retire a tampa e deixe assar por mais 20-25 minutos.

Gente, eu não tenho como descrever o cheiro que fica na casa. E o gosto? Quem ama pães verdadeiramente integrais vai AMAR! Super saudável e nutritivo, sem conservantes, #TODASCORRE para fazer esse pão DEVEEEEEEEEEEEEEEEEENO!

Trabalho não dá tanto, mas é verdade que toma tempo. Mas pra tê-lo todos os dias no meu petit dèjeuner não ligo, na bowa.

Pão de Centeio e Linhaça integral

Pão de Centeio e Linhaça integral