Spaghetti de Courgette (Abobrinha) com Bolognese de Salsicha Artesanal

https://hatandapron.wordpress.com/2013/09/04/spaghetti-de-courgette-com-bolognese-de-salsicha-artesanal/

Eis que eu comprei uma nova traquitana para minha cozinha. Um troço inútil mas que eu precisava. Meu marido nunca consegue entender essa necessidade. :~~

Acontece que esse NEGÓCIO tira finas lascas de legumes de um lado e do outro fatia fino e corta em tiras ao mesmo tempo. Não é a nova revolução do século XXI? Xente, sério. Custou 1 euro e ainda é dois em um COMO NÃO AMAR??

Spaghetti de Courgette com Bolonhesa de Salsicha Artesanal

O dito cujo.

Reparem que o lado 1 tira lascas e o lado 2 corta em finas lascas. Eu precisava disso pra vida? Não. Ele é essencial na cozinha? Também não. Mas olha, que to amando ao cubo!

Daí que eu resolvi melhorar uma das receitas já postadas aqui no blog. Lembram da Abobrinha disfarçada de macarrão?

Graças a ele foi possível eu fazer esse Spaghetti de Courgette lheeeeeeeendo. Eu poderia ter cortado na faca, mas além de me dar mais trabalho, não sairia perfeitinho.

Spaghetti de Courgette com Bolonhesa de Salsicha Artesanal

Yeeeeeeeeeeeeeeeeeeeiiiiiiiiiiiiiiiiii!

Bora pra receita que é vapt-vupt.

Ingredientes (para duas pessoas)

Para o Spaghetti

  • 1 courgette cortada em tiras, mas corte apenas ao redor e deixe a parte com sementes para outra receita (aqui em PT esse é o nome, no Brasil é abobrinha mesmo)
  • pitada de sal

Para o molho

  • 1 col sopa de azeite
  • 1 dente de alho bem picado
  • 1 talo de manjericão bem picado
  • 350 g de salsicha de porco artesanal (daquelas que dá pra tirar a pele)
  • 1 lata grande de tomate pelado (aprox. 800g)
  • 1/2 col sopa de açúcar
  • 1 col sopa ketchup
  • pimenta do reino a gosto
  • sal a gosto

PRE-PÁRA!

  1. Para o molho, refogue em fogo médio o alho no azeite e acrescente o manjericão. Acrescente a salsicha sem a pele e deixe refogar bem, até dourar. Carne de porco jamais deve ser comida crua, portanto refogue bem.
  2. Acrescente o tomate pelado previamente cortado (eu amasso com amassador de purê antes, pra facilitar).
  3. Tempere com açúcar, ketchup, pimenta e sal (eu nem precisei colocar o sal porque minha salsicha já era bem salgada). Espere reduzir e reserve.
  4. Corte a courgette em tiras bem finas. DSC_1435
  5. Em uma frigideira bem quente coloque sua courgette (ou abobrinha), tempere com uma pitada de sal e refogue. Não é necessário colocar água, porque a courgette solta muuuita. Aliás, quando a courgette é retirada do fogo, ela ainda solta água, portanto quanto antes comê-la, melhor. Regogue até ficar al dente mas cuidado para não virar uma papa.
  6. Sirva com o molho por cima e finalize com um fio de azeite.

Spaghetti de Courgette com Bolonhesa de Salsicha Artesanal

Anúncios

Spaghetti Negro com Anéis de Lula e Camarões

DSC_1068

EIKE hoje eu to phyna!

Essa combinação é TIPASSIM, uma Brastemp. O Spaghetti é negro por causa da tinta da própria lula, que eu já comprei pronto.

Não teve mistério: acrescentei argolas de lulas e camarão e pronto! Almocinho supimpa porque nóis merece.

Dificuldade: 3

Tempo de Preparo: 45 minutos

Serve: dois pedreiros

Ingredientes

200 g de camarões inteiros (com casca e cabeça)

200 g de anéis de lula

1/2 pacote de massa de spaghetti tingido com tinta de lula

3 dentes de alho bem picados

200 ml de água

azeite

sal e pimenta do reino a gosto

cebolinha para decorar

Modo de Fazer

Limpe os camarões, retirando casca, cabeça e tripa do dorso. A tripa é retirada fazendo um corte em toda o comprimento do camarão. O fiozinho preto que aparecer é a tripa, só retirar com cuidado.

Refogue casca e cabeça em um fio de azeite. Acrescente sal, pimenta e água. Deixe ferver por cinco minutos. Coe o caldo, que será usado no preparo do prato, e descarte a casca e cabeça.

Leve água para ferver, para cozer o macarrão com sal e um fio de óleo. O macarrão deve ser cozido até o ponto al dente, ou seja, nada de papa de macarrão, ok?

Em um fio de azeite refogue o alho. Acrescente o camarão e os anéis de lula, acerte sal e pimenta e refogue por 30 segundos. Acrescente uma concha do caldo de camarão e deixe o caldo ficar quase seco.

Antes do caldo terminar de secar, acrescente o macarrão, misture tudo na panela e sirva a seguir. Decore com um pouco de cebolinha que fica *fofo*.

DSC_1072

Spaghetti à Carbonara

Spaghetti a Carbonara

Vou inaugurar a coluna de receitas do blog com um prato que já nasceu vencedor: bacon + molho branco + pasta, tudo junto e misturado = AMOR ETERNO, AMOR VERDADEIRO.

Acho que nunca conheci alguém que não gostasse de pasta. Sério, quem não gosta de macarrão, gosta de quê? É quase como não gostar da vida! E para que curte cozinhar, fazer pasta é ter a certeza de oferecer um prato que agrada a gregos e troianos, ou seja, uma verdadeira mão-na-roda naqueles jantares em que não queremos errar.

A não ser que você seja vegetariano ou judeu, o Spaghetti à Carbonara é uma boa pedida. Saboroso, fácil e  rápido de ser feito, o mais demorado será cozer a massa. Sério, não estou brincando.

Não fui à academia no sábado e comi um prato digno de pedreiro, mas quer saber qual foi minha sensação ao final?

gif joey

#Joeyfeelings

Agora vamos ao que interessa.

Dificuldade: 2

Tempo de preparo: 15 minutos

Serve: 2 pessoas (que comem estilo Joey Tribbiani)

Ingredientes:

500 g de spaghetti (eu prefiro o tipo mais grossinho)

200 g de bacon cortado em cubos

2 colheres de sopa de farinha de trigo

200 ml de leite, aproximadamente, mas a quantidade pode variar muito

duas gemas

sal a gosto

pimenta do reino a gosto

uma pitada de noz moscada ralada na hora

parmesão ralado na hora

Modo de Preparo:

Antes de mais nada, aqueça uma panela com aproximadamente 3 litros de água, uma pitada de sal e um fio de óleo. Quando a água estiver fervendo pra valer, coloque o macarrão e deixe-o cozendo mais ou menos pelo tempo indicado no pacote, mas prove-o para ver se ele está al dente, pois o tempo do pacote pode deixar a massa cozida demais, e ninguém curte um purê de macarrão, neam.

Em uma frigideira ou panela grande, coloque o bacon e uma pitada de pimenta do reino. Leve a panela ao fogo baixo e deixe o bacon soltar a gordura e ficar douradinho. A razão pelo qual não se deve colocar o bacon na panela já bem quente é porque isto fará com que o bacon seja “selado”, ou seja, ele levará um baita choque e a gordura ao invés de derreter ficará durinha.

Quando o bacon estiver douradinho, retire-o da panela com uma escumadeira, deixando a gordura. Nesta gordura do próprio bacon, com o fogo ainda baixo, acrescente duas colheres de sopa de farinha de trigo e mexa bem. Esta mistura formará uma espécie de massa, então AOS POUCOS, acrescente o leite para dissolvê-la, e vá mexendo. A quantidade do leite varia muito, por isso, vá vendo o ponto do molho de acordo com o gosto do freguês. Eu, particularmente, gosto do molho com uma consistência ainda grossa, a ponto de incorporar a massa, mas não a ponto de ela endurecer quando fria. Para isto, eu acrescento ao final  aproximadamente duas conchas da água do cozimento do macarrão no molho, mas isto é opcional.

Após adquirir a consistência desejada, junte as gemas e incorpore bem todos os ingredientes. Junte novamente o bacon, acrescente noz moscada, mais uma pitada de pimenta do reino e sal, caso necessário. Tome cuidado com o sal, pois bacon por si só já é bem salgadinho – eu nem precisei acrescentar. Ou então você correrá o risco das pessoas comerem com um copo de água ao lado, O QUE NÃO É LEGAL.

Escorra a massa e acrescente-a no molho já pronto, mexendo bem para incorporar os dois. Polvilhe queijo parmesão ralado na hora por cima e sirva imediatamente.

IMG_20130323_132401Pecado em forma de prato.