Bolo Ganache de Chocolate

Bolo Ganache de Chocolate

É muso, é divo, é deuso, é tetra!!!

 

Bolo Ganache de Chocolate

Cabei ca dieta de vocês.

Como foi aniversário do marido ontem, rolou uma orgia (gastronômica!!!) aqui em casa. Ele me pediu que fizesse hamburguer, daí eu como esposa legal que sou fiz o tal do bendito do hambúrguer, mas como eu achei que ia ficar muito miado pra um jantar de aniversário, resolvi que ia fazer o pão próprio, acompanhamentos, molhos e, obviamente, o bolo.

Foi tanta comida, mas tanta comida, que to triste até agora. Peeeeeeeeeeeeense numa jaca!!! Pior é que a gente nem aguenta mais comer tanto, o que só prestou pra sobrar mais comida. :((

Vai ser RO, RO do RO e RORORORO  ∞ e ainda vai sobrar pra distribuir prozamigue, tipo esse bolo ganache de chocolate.

 

Normalmente uma receita nunca entra de primeira por aqui. Eu a testo uma vez, vejo o que precisa ser melhorado (tipo tempo de forno, quantidade de ingredientes, etc) e depois faço uma segunda vez para que ela possa ser postada. Mas gente, esse bolo ficou tão bom, mas tão bom, e logo de primeira, que eu nem tive vergonha de postá-lo logo. Foi quase direto do forno pra cá, olha que maravilha!

Essa jantar vai render posts pelo resto do mês. Vai ter o post do pão de hambúrguer, de anéis de cebola (onion rings), molhos para hambúrguer e hambúrguer. Aguardem cenas dos próximos capítulos!

Não parece, mas esse bolo é super fácil de fazer. A única questão é que você vai ter que ter uma forma redonda de 20cm de diâmetro, de preferência de aro removível (mas a forma for normal, não tem problema. Isto porque o bolo não leva fermento, ele é só a massa e pronto, nada mais. Mas ele é uma das técnicas mais ninjas que eu já vi na vida.

A receita original é de uma das minhas revistas de culinária favoritas (a Taste, da Austrália) e o link para a receita original é esse aqui.

Ingredientes

Para o bolo

  • 500 g de chocolate amargo em barra
  • 125 g de manteiga (usei com sal mesmo)
  • 1/4 xíc de açúcar
  • 4 ovos
  • 1 col sopa de farinha

Para a ganache

  • 200 g chocolate amargo em barra
  • 200 ml de creme de leite fresco (em PT natas) – não pode ser creme de leite normal, que esse talha quando ferve

PRE-PARA

  1. Pré-aqueça o forno a 200º e unte e enfarinhe uma forma redonda de 20 cm de diâmetro. Eu gosto de colocar um papel manteiga na base forma pra ficar super fácil de desenformar. É só virar a base ao contrário, colocar o papel e prender com as laterais:
    Bolo Ganache de Chocolate
  2. Em banho-maria (mas sem que o recipiente de cima encoste na água) derreta os 500 g chocolate com a manteiga e 1 col sopa de açúcar. Assim que derreter, reserve.
  3. Bata os ovos com o restante do açúcar por 10 minutos. Isso mesmo, eu não escrevi errado não, DEZ MINUTOS. Os ovos com açúcar vão quintuplicar de tamanho e formar uma massa muito fofa.
  4. Com uma colher de metal, adicione a farinha de trigo com cuidado e, misturando delicadamente para não retirar o ar da massa, misture o chocolate derretido.
  5. Leve para assar por 12 minutos. Retire do forno e espere esfriar completamente.
  6. Leve para o freezer e deixe lá por no mínimo 4 horas. Retire do freezer 1 hora antes de servir, para que o bolo atinja a temperatura ambiente.
  7. Para a ganache, esquente o creme de leite até quase ferver. Despeje o creme em cima do chocolate e misture até que forme um creme liso e brilhante. Não use a ganache assim que a fizer, espere no mínimo 15 minutos para colocá-la em cima do bolo.
Bolo Ganache de Chocolate

Foto tirada com luz insuficiente, desculpem. :(

 

Bolo Ganache de Chocolate

Anúncios

Ceviche de Camarão

Ceviche de Camarão

hi

Sei que ando sumida, mas mudar e fazer mestrado ao mesmo tempo não é de DELLLLLLLLLSSSSSSSSSSSSSS!!! #HALP @APLUSK

FINALMENTE conseguimos terminar a bendita mudança, o que não significa que não existam caixas espalhadas pela casa inteira. Cada dia eu retiro o que ta dentro de uma pra achar um lugar pro que tá lá dentro.

To quase pra dar uma de Joey e assistir TV em meio ao forte:

Ceviche de Camarão

#quemnunca

Fora isso, a novidade do século foi um supermercado perto da minha casa fazer um festival de produtos italianos, com preços muito em conta. Pensa em uma criança brincando num playground era eu colocando as coisas no carrinho! #ascozinheirapira

Ceviche de Camarão

Comprei queijo pecorino (que é super difícil de encontrar aqui), pizza de pepperoni, trufa recheada com sorvete, sorvete italiano (dos dellllllllllllllllllllllllses!), foccacia de tomate cereja com azeitonas, arroz arbóreo pra risotto ANNNDDD um molho de vinagre balsâmico.

Ceviche de Camarão Ceviche de Camarão

 

 

 

 

 

 

 

ÓIA O BULLYING!

Pra que a gente precisa de dieta quando existe sorvete italiano????

Agora que eu acho que já falei demais, vamos ao objetivo do post, o tal do ceviche.

De origem peruana, esse prato é feito com peixe cru marinado em líquido cítrico. Acontece que, durante o tempo em que ele fica marinando, ele sofre uma espécie de cozimento, o que faz com que você não o coma cru.

Outra dica é que ele pode ser feito com qualquer tipo de peixe/frutos do mar. :)

O ceviche é muuuuito fácil de fazer. Uma entradinha phyyyyyyna pra você que quer arrazar na comida sem precisar ser muito hábil. Eu queria impressionar o boy (aka marido) no valentine’s day aqui e foi essa entrada que eu fiz. Ele simplesmente amou! Aliás, a entrada fez mais sucesso que o prato principal.

Ingredientes (para duas pessoas)

  • 500 g camarão limpo e picado (reservei alguns sem cabeça e casca, só com o rabo, e cozi na água com sal, só pra decorar)
  • suco de 2 limões (lima em PT)
  • suco de 1 limão siciliano (limão normal em PT)
  • raspas de 1/2 limão siciliano
  • suco de 1 laranja bahia (aqui em PT laranja normal)
  • 2 tomates picados em pedaços pequenos
  • 1 col sopa gengibre ralado
  • 1 cebola roxa média picada finamente
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • 1 pimenta seca picadinha (ou 1 pitada de pimenta calabresa)
  • salsinha bem picada (usei aproximadamente 3 colheres de sopa, mas é a gosto)
  • 1 col sopa azeite extra-virgem

PRE-PA-RA

  1. Misture tudo com exceção da salsinha e leve à geladeira por no mínimo 2 horas para marinar.
  2. Após esse tempo, retire da geladeira, espere alguns minutos até ficar em temperatura ambiente e finalize com a salsinha.
  3. Cabô.

Ceviche de Camarão

Ceviche de Camarão

Panna Cotta Com Calda de Morangos

Panna Cotta Com Calda de Morangos

To postanto hoje por motivos de: não tenho vida durante a semana. Tá pensando que vida de mestranda é mole?

Sexta passada foi Valentine’s Day aqui em Portugal, e como tudo é motivo pra fazer uma comida diferente e abrir uma garrafa de vinho, eu decidi que ia rolar um amor entre eu e minhas panelas, que tavam carentes, coitadas.

Sacomé, elas se sentem muito solitárias se a gente não dá uma aquecida na relação SE É QUE VOCÊS ME ENTENDEM.

Por falar nisso, como anda o calor por aí? Por aqui só tem chovido, to pra aprender a nadar pra poder ir pra faculdade! Alguém aí me dá um bote?

Mas vamos ao que interessa, neam… A Panna Cotta!

Em italiano, Panna Cotta significa nata cozida, o que é exatamente a receita. Muito fácil e rápida de fazer, eu virei adepta, pois ela é uma delícia! Sério, to num caso de amor com a panna cotta.

Essa foi a segunda vez que eu fiz. Apesar da primeira ter dado certo, eu dei uma adaptada na segunda versão (na quantidade de gelatina) e ela ficou ainda melhor/mais consistente.

A calda de morango eu fiz em casa também. Aqui ta voltando a época do morango e já já vou poder tomar suquinho de novo! <3 <3 <3 <3

A primeira panna cotta que eu fiz foi com calda de framboesa, que também ficou MA-RA. Ei-la:

Panna Cotta Com Calda de Morangos

(Foto ordinária) Essa eu fiz com uma folha a menos de gelatina e ela ficou bem mais mole, por isso a adaptação.

Como eu tenho um ótimo coração, vou ensinar como fazer as duas caldas. ;)

Ingredientes (para 4 porções)

Para a Panna Cotta

  • 400 ml de creme de leite FRESCO (aqui em PT natas para bater)
  • 100 ml leite
  • raspas de 1 limão siciliano (aqui em PT limão)
  • 1/8 col chá de essência de baunilha
  • 50 g açúcar
  • 3 folhas de gelatina

Para a calda de morangos

  • 10 morangos cortado em pedaços
  • 100 g açúcar
  • 50 ml água
  • 1 col chá suco de limão (opcional)

Para a calda de Framboesa

  • 250 g framboesa
  • 100 g açúcar
  • 50 ml água
  • 1 col chá suco de limão (opcional)

PRE-PA-RA!

  1. Comece preparando a Panna Cotta. Em água fria, mergulhe as folhas de gelatina por cinco minutos, aproximadamente.
  2. Enquanto isso, coloque em uma molheira todos os demais ingredientes e deixe que ferva. Mexa bem com um fouet ou garfo, para dissolver todo o açúcar.
  3. Quando ferver, desligue o forno e espere uns 3 minutos para arrefecer um pouco.
  4. Misture a gelatina já mole (e escorrida, sem água) e mexa vigorosamente, para que dissolva bem.
  5. Divida a nata em quatro forminhas (usei as minhas de petit gateau). Cubra com papel alumínio (ou papel filme) e leve para a geladeira por no mínimo 4 horas.
  6. Ao desenformar, coloque as forminhas em banho maria por uns 20 segundos, só para descolarem da nata.
  7. Para a calda, comece colocando o morango ou a framboesa na molheira e ligue o fogo médio. Deixe-as por uns 30 segundos, pra soltarem um pouco o líquido. Em seguida acrescente o açúcar, a água e o limão (eu gosto de colocar o limão pra cortar um pouquinho do açúcar e não ficar demasiado doce).
  8. Assim que levantar fervura, abaixe o fogo para o mínimo e deixe reduzir, mexendo de vez em quando para não queimar. Quando chegar na textura desejada, desligue o fogo.

Eu uso água na calda porque não a quero com textura de geléia (geléia é composta de fruta e açúcar, só).

Panna Cotta Com Calda de Morangos

Panna Cotta Com Calda de Morangos

Panna Cotta Com Calda de Morangos

Mini-Linguiças Adocicadas

Mini-Linguiças Adocicadas

 

Sexta a noite é o dia oficial do happy hour. Então, eu invento petiscos pra comer enquanto tomo meus bons drink com o maridones.

Como somos só nos os dois que comemos por quatro e eu não curto desperdício, normalmente cada um escolhe um queijo e fazemos dois tipos de petiscos, pra ir alternando com os pães e queijos AND vinhos, óbeveo. Claro que eu sou sem graça e totalmente previsível e sempre escolho brie, mas o que eu posso fazer se é tãããão gostoso??? :~~~~

Como meu digníssimo não curte meu tão amado queijo, ele só come com algo pra “camuflar” o sabor, o que me mata do coração porque camuflar gosto de brie é uma heresia sem tamanho no mundo real. Mas né, ninguém é perfeito e eu já casei sabendo desse defeito de fábrica….

Essa versão adocicada já tinha rolado aqui em casa como teste, que foi devidamente aprovada pelos envolvidos. Mas na altura eu tinha feito uma tapa de brie com chouriço adocicado, que ficou igualmente SENSA. Nessa fiz com mini-linguiças, mas dá pra fazer com chouriço, paio, calabresa, linguiça normal… Vai do gosto do freguês, amigue!

Eu deveria ter vergonha de postar isso como receita, porque é redécula de fácil, mas né, como sou sem-vergonha e cara-de-pau mesmo, aí vai! Espero que ~curtão~!

Ingredientes

  • 150 g de mini-linguiças
  • 1 1/2 col sopa mel
  • 2 col sopa vinagre balsâmico
  • pitada de pimenta do reino

PRE-PÁRA!

  1. Em uma frigideira, coloque a linguiça para fritar. Eu não cortei porque queria ela no formato de mini-linguiça mesmo, mas caso você esteja fazendo com linguiça normal, o melhor é cortar em rodelas.
  2. Quando ela tiver fritado bem, ela vai soltar bastante óleo. Retire o excesso da frigideira e coloque o mel, o vinagre e a pimenta. Abaixe o fogo e deixe engrossar bem.
  3. Há que ter cuidado para que o mel não caramelize, porque se isso acontecer ele vai ficar duro quando esfriar. O ponto da “calda” é de caramelo mole, quando começa a engrossar.
  4. Quando estiver pronto, retire do fogo e espere esfriar.

Mini-Linguiças Adocicadas

 

Mini-Linguiças Adocicadas

 

Mini-Linguiças Adocicadas

Mini-Linguiças Adocicadas

Tartar de Salmão

Tartar de SalmãoTá querendo arrasar no jantarzinho pro seu amore? Amigue, se joga porque esse prato é fácil, rápido, pheeeeeeno e rycoh!!! Certeza que o bofe ou bofa vão amar e você ainda faz a média de “sou super chef, sou profissa, cozinho isso todo dia, isso é comida de iniciante”.

Se eu contar pra vocês que foi o meu debute fazendo Tartar, vocês acreditam?? Eu sempre tive vontade, mas nunca pintou a ~vibe~, sacomé?

O difícil foi comer. Confesso que até fiquei com dó, porque ficou tãããããão lindo, acho que foi um dos pratos mais arrumadinhos que já fiz. :~~ Sabe quando bate até orgulhinho, do tipo: “olha, eu consegui, fui eu quem fiz”…

Mas devo dizer que não foi só a aparência que ficou TDB não. O Tartar ficou uma delíííícia e já ganhou um lugar todo dele no coração das receitas especiais. Agora ele vai sempre aparecer pela cozinha desta que vos fala.

Vou virar tipo #aloka do tartar de Salmão:

Tartar de Salmão

Eu e minha faca de sushi

O tartar também tem a versão “Steak”, com carne vermelha, que eu já comi mas nunca fiz. Vou tentar da próxima e conto pra vocês.

Enche as taças de vinho (porfa, não vale Dom Bosco, respeite!!), acende as velas, coloca Wicked Game pra tocar e vem comeeeeeeeegooo! #katylenefeelings

Tartar de Salmão

Que hoje é sexta e só Deus pode me julgar na jaca do fds!

Ingredientes (para 3 pedreiros)

Para o Molho

  • 2 1/2 col sopa de shoyo + 1 col sopa
  • 2 col sopa açúcar
  • 1 col sopa vinagre branco (eu usei o de arroz)

Para o Tartar:

  • 700 g salmão limpo (sem pele nem espinhas)
  • suco 1/2 limão (usei siciliano)
  • raspas de 1 limão
  • 1 col chá de mostarda l’ancienne
  • 1/4 col chá mostarda dijon
  • 1 col sopa azeite extra-virgem
  • 3 col sopa salsinha e cebolinha bem picadinhas
  • 1 chalota roxa bem picadinha (ou 1 cebola roxa pequena ou 1/2 média)
  • pimenta do reino a gosto
  • sal (opcional e eu não coloquei, mas eu gosto de comida com pouco ou nada de sal)
  • filhinhas de dill para enfeitar (firula)
  • 4 1/2 col sopa cream cheese light

PRE-PÁRA!

Para o molho:

  1. Misture tudo em uma molheira e leve ao fogo baixo até engrossar, mexendo sempre. Assim que estiver na consistência desejada, desligue o fogo e continue mexendo, até que esfrie. Não para de mexer!
  2. Acrescente uma colher de sopa de shoyo ao seu molho, quando já tiver arrefecido e mexa bem. Reserve.

Para o Tartar:

  1. Pique a cebola e as ervas bem picadinhas.
  2. Pique o salmão em pedaços bem pequenos, com a ponta da faca. Pedaços bem pequenos não quer dizer carne moída, okay??
  3. Acrescente os demais ingredientes e misture muito bem.

Montagem:

  1. Você precisará de um acessório de patisserie, para cortar bolo. Tipo assim:
    Tartar de Salmão

    Este tem 10 cm de diâmetro x 4 cm de altura.

    Ou então de muuuuuita habilidade com as mãos – que eu não tenho.

  2. Coloque o anel no prato e preencha a base com 1 1/2 col sopa de cream cheese. Espalhe bem. Por cima, coloque o Tartar até preencher o anel. Aperte bem, para que ele não desmonte quando o anel for retirado.
  3. Coloque a folha de dill por cima, para fazer a firula e ao lado o molho de shoyo. Gente, esse molho faz TODA a diferença, não deixem de fazê-lo!

Tartar de Salmão

Tartar de Salmão